Abusos aconteciam em troca de comida. Acusado chegou a ameaçar pai e mãe da garota caso a denúncia não fosse retirada

Um homem foi condenado pela 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) a 8 anos de prisão após ter sido considerado culpado pelo estupro de uma criança de 9 anos. A pena deverá ser cumprida em regime semiaberto.

Conforme denúncia do Ministério Público do Estado de Goiás (TJGO), em novembro de 2014, o acusado levou a criança para o quarto, onde tirou suas roupas. No outro dia, também tirou as roupas e ofereceu em troca pão de queijo para que deixasse que ele a tocasse.

No mesmo mês, a criança retornou à casa do acusado para buscar mangas, quando foi novamente abusada. Em outra situação ele deu R$ 1 para que a criança não contasse o corrido.

Dias depois, a menor contou a uma tia sobre os abusos, e esta relatou o caso à mãe da menina, que prestou queixa na delegacia. Em novembro, o homem ameaçou matar a mãe e o pai da criança abusada caso ambos não desmentissem as notícias dadas à autoridade policial.

De acordo com o desembargador Ivo Favaro, a criança, na delegacia, narrou com riqueza de detalhes todo o caso. “A prova é apta a comprovar a autoria e a materialidade do delito de estupro de vulnerável. Assim, não há que se falar em absolvição ou desclassificação da conduta para para tipo penal diverso”, explicou o desembargador.