Homem dado como morto pelo vírus ebola se mexe enquanto corpo é recolhido

Um homem que foi dado como morto pelo vírus “ebola” se mexeu enquanto uma equipe recolhia o seu corpo, que estava em uma calçada da cidade de Monróvia, capital da Libéria. A emissora norte-americana ABC News registrou todo o acontecimento.

O vídeo mostra que uma equipe esteriliza o local, se aproxima do homem  e o coloca em cima de um plástico para embrulhá-lo e levá-lo. Neste momento, o homem de 37 anos mexe o braço, as pessoas começam a gritar, e o repórter fala: “Ele não está morto!”. Um alvoroço começa entre as pessoas no local. “Eles quase o levaram para o crematório, mas ele está vivo”, disse o jornalista, que completa dizendo não saber para onde irão levá-lo, pois não há hospitais que possam atendê-lo na região. “Há muito mais espaço para pessoas mortas do que para quem precisa de tratamento”, disse.

Na matéria, o jornalista critica a ação das autoridades locais, dizendo que este homem é o mesmo que estava doente no dia anterior na comunidade. Segundo o profissional, pessoas ligaram pedindo ajuda, mas só foram ao local quando disseram que o homem havia morrido. “Este é um lugar que quando você morre, eles vêm rápido. Mas se você precisa de ajuda, não tem para onde ir”, afirmou o repórter.

Veja o vídeo abaixo do flagrante da emissora ABC News:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.