Henrique Arantes aposta na aprovação da PEC do Orçamento Impositivo

Deputado estadual afirmou que não existe racha na base governista para a aprovação da proposta

Deputado estadual Henrique Arantes (PTB)

Rafaela Bernardes

Em entrevista ao Jornal Opção, na tarde desta terça-feira (6/6), o deputado estadual pelo PTB, Henrique Arantes, falou sobre um suposto racha na base governista na Assembleia Legislativa para a aprovação da PEC do Orçamento Impositivo na Casa. Autor da proposta, o parlamentar reafirmou que acredita na aprovação da matéria.

“Eu vejo clima para a aprovação da PEC. Os deputados têm interesse em aprovar a proposta porque sabem que as obras vão acontecer de fato nos municípios. É claro que essa decisão não é uma unanimidade entre a base, mas vejo a maioria dos deputados favoráveis a aprovação do Orçamento Impositivo. Não existe racha, apenas opiniões diversas”, disse.

De acordo com Arantes, não existe embate entre base governista e oposição. O que existe, segundo ele, “é uma discussão entre parlamentares que concordam e que não concordam com a proposta. Mas o cenário para a aprovação é positivo”, ressaltou o deputado estadual.

A PEC, que já foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Alego, determina que o executivo estadual seja obrigado a executar as emendas parlamentares ao Orçamento até o limite de 1,2% da receita corrente líquida realizada no ano anterior. No plenário, a Proposta de Emenda à Constituição Estadual precisará ser aprovada por maioria absoluta dos deputados, ou seja, 25, em dois turnos de votação.

Henrique Arantes, que contava como certa a aprovação da proposta já nas próximas semanas, ressalvou à reportagem que não acredita mais na aprovação da PEC do Orçamento Impositivo neste semestre.

“Essa semana teremos o congresso Unale, na semana que vem temos feriado prolongado, aí teremos uma semana comum e logo depois já vem o recesso parlamentar. Como essa matéria deve ser bastante discutida, acredito que só no semestre que vem para termos a votação.”

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.