Grupo de cubanos contrários à visita do presidente dos Estados Unidos é preso

Antes de Barack Obama chegar ao país, militantes que se colocam contra a ida do norte-americano são detidos em frente à igreja que costumam reunir-se em protesto aos domingos na cidade de Havana

Presidente chega neste domingo (20/3) a Cuba | Foto: Reprodução

Presidente dos Estados Unidos chega neste domingo (20/3) a Cuba | Foto: Reprodução

A polícia de Cuba deteve dezenas de militantes do movimento dissidente Damas de Branco após o desfile que tentam realizar todos os domingos em Havana, horas antes do início da visita do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

A polícia recolheu dezenas de militantes e de simpatizantes em frente à igreja em que costumam reunir-se em protesto aos domingos. O movimento Damas de Branco foi criado por mulheres de opositores ao regime comunista.

As detenções foram anunciadas quase à mesma hora em que Obama partiu da base aérea de Andrews, nos Estados Unidos, pouco depois das 14h30 no horário de Brasília, para Cuba. A partir de segunda-feira (21/3), Obama inicia neste domingo (20) a primeira visita de um presidente norte-americano à ilha em quase 90 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.