Governo veta lei que autoriza e regulamenta venda de cerveja em estádios

Em justificativa ao veto, gestão estadual diz que proposta dificulta a prevenção de episódios de violência em eventos esportivos

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), vetou integralmente o autógrafo de Lei nº 320, de agosto de 2016, que autoriza e regulamenta a venda e o consumo de bebidas alcóolicas em estádios e ginásios geridos pelo gestão estadual, nos dias de jogos de futebol.

De autoria do deputado Talles Barreto (PSDB), o projeto inicial permitia a venda e consumo de bebidas alcóolicas em bares, lanchonetes e congêneres destinados aos torcedores, bem como nos espaços reservados para as cadeiras, arquibancadas superiores e tribunas.

A fim de coibir o uso das garrafas de vidro, que poderiam ser usadas como armas, o projeto especificava que as bebidas só poderiam ser vendidas em copos plásticos, com capacidade máxima de 500 ml e que cada consumidor só poderia retirar um copo de cada vez.

Em justificativa ao veto, o poder Executivo afirmou que a lei expõe a riscos a integridade dos torcedores, além de dificultar a prevenção de episódios de violência em eventos esportivos e a repressão a eles. “Afronta os direitos fundamentais à segurança e à proteção do consumidor e o princípio da proporcionalidade”, conclui. (Com informações da Alego)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.