Governo de Goiás reforça fiscalização para evitar acesso irregular à unidades de conservação

Semad e Batalhão Ambiental trabalham 24h para cumprimento da medida que integra plano de contenção à pandemia do coronavírus

Foto: Reprodução

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), realiza operação especial nas unidades de conservação (UC) para evitar entradas irregulares de visitantes que resultem em aglomerações. Nesta quinta-feira, 9, no Parque Estadual da Serra de Caldas Novas (PESCaN), 31 pessoas foram autuadas por violação às normas estabelecidas.

“O acesso à rua de pedras de maneira clandestina representa violação da área de preservação ambiental, estando os infratores sujeitos a penalidades graves”, explica Maurício Vianna Tambellini, chefe do parque. “A Semad trabalha para garantir que não haja aglomerações neste período de quarentena”, destaca.

O governo estadual reforça o aviso de suspensão, por prazo indeterminado, de visitas e quaisquer outras atividades nas unidades de conservação ambiental do Estado. O setor de fiscalização da secretaria e o Batalhão Ambiental trabalham 24h para o irrestrito cumprimento da medida.

“O fechamento das unidades de conservação em Goiás visa, sobretudo, preservar a saúde das populações, daí o rigor das ações fiscalizadoras para coibi-las, em prol do bem comum”, diz a secretária Andréa Vulcanis. “As atividades públicas nestes locais apreciados por turistas e moradores serão retomadas assim que os níveis de segurança sanitária sejam restabelecidos”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.