Governador dá início à segunda fase do Goiás na Frente

Após percorrer os 246 municípios para assinar convênios, Marconi começa a inaugurar obras 

Obras na GO-213, que liga Morrinhos a Caldas Novas | Foto: divulgação

Após percorrer os 246 municípios para apresentar as obras e assinar os convênios do Goiás na Frente com as prefeituras, o governador Marconi Perillo anunciou que dará início à segunda fase do programa, marcada por inaugurações das obras realizadas pela administração estadual e vistoria e entrega daquelas feitas com recursos do Tesouro Estadual pelos próprios prefeitos.

As obras contratadas pelo Estado, destacando as intervenções rodoviárias, recebem R$ 652 milhões em investimentos. Somente em duplicação de estradas são 15 em andamento: GO-070 (quatro intervenções), GO-010, GO-080 (seis intervenções), GO-139, GO-206, GO-213, e GO-207. As obras na GO-070 terão quase R$ 100 milhões em investimentos, e as da GO-080, aproximadamente R$ 70 milhões.

A duplicação da GO-070 está na etapa final. São 150 quilômetros de extensão, de Goiânia até a Cidade de Goiás. A Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (Agetop) trabalha na finalização do trevo de Mossâmedes até Goiás, e na conclusão do encabeçamento da ponte sobre o Rio Uru, na GO-070.

Já na GO-080, de Nerópolis até a BR-153, com 90 quilômetros de extensão, a Agetop constrói, ainda, a ponte entre o trecho de Nerópolis e a BR-153, que está em fase de concretagem. As três pontes e o viaduto sobre a ferrovia Norte-Sul também estão em obras e integram a duplicação da GO-080, que passa também pelas cidades de Petrolina e São Francisco de Goiás. A duplicação irá até o entroncamento da BR-153, entre São Francisco de Goiás e Jaraguá.

No Entorno do Distrito Federal, a agência trabalha na reconstrução da GO-436, e na construção da rodovia que liga Abadiânia ao Lago do Corumbá. As máquinas operam na terraplenagem no trecho de 23 quilômetros. Ainda no Entorno, a GO-520, que liga Luziânia a Lago Azul, está em fase final da construção. A Agetop realiza os serviços de sinalização.

Na Região Sudoeste, máquinas trabalham na reconstrução da GO-174, que liga Rio Verde a Montividiu. São 40 quilômetros de pavimento reconstruídos. Na Região Norte, a Agetop faz a pavimentação da GO-239, de São Jorge a Colinas do Sul.

Na Região Metropolitana, realiza a reconstrução da GO-210, entre Goianira e Catalão, com 16 quilômetros. Em Goiânia, a Agetop trabalha na construção de duas passarelas no Setor Garavelo, perímetro urbano da GO-040.

Investimento 

As 39 obras rodoviárias e de aeródromos realizadas pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), com recursos do programa Goiás na Frente, somam R$ 651.963.522,10. Os recursos são oriundos da privatização da Celg.

O Goiás na Frente prevê R$ 9 bilhões de investimentos em obras e serviços em todas as regiões do Estado. Do montante, R$ 6 bilhões são provenientes do Tesouro Estadual e R$ 3 bilhões de recursos privados. O programa está dividido em quatro setores de investimentos: obras rodoviárias, obras civis, e nas áreas da Saúde e Educação.

Nas últimas agendas no interior, Marconi já vem anunciando as datas de entregas de rodovias, escolas, residenciais populares e outros equipamentos em construção pelo governo de Goiás. A agenda administrativa de entregas começa a se intensificar em outubro e se estenderá até o dia 6 de abril, quando Marconi se desincompatibiliza do cargo para disputar as eleições.

“Sempre viremos para o interior para anunciar, vistoriar e entregar obras, nunca para xingar, nunca para desagregar, mas para trabalhar, fazer parcerias. Esse é meu estilo de governar, esse é também o estilo do vice-governador José Eliton, que será governador no ano que vem”, disse Marconi em Montes Claros, durante a agenda do Goiás na Frente, nesta semana.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.