Goiás tem 16 casos de reinfecção de Covid-19 sob investigação

Testes em pacientes mostraram positivo para coronavírus em períodos de tempo diferentes

Ismael Alexandrino | Fabio Costa

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) investiga 16 casos de possível reinfecção pelo coronavírus em Goiás. O que quer dizer que pacientes de Covid-19, após terem contraído a doença uma primeira vez e sido tratados, novo teste detectou novamente a presença do vírus.

No primeiro semestre, a pasta já investigava seis casos que deram positivo em dois testes de RT/PCR em períodos diferentes. À época a possível reinfecção havia sido detectada em profissionais de saúde. Agora, no entanto, há casos em cidadãos sem ligação direta com tratamento de pessoas com o vírus.

Ainda não há critérios definidos pelo Ministério da Saúde para averiguação deste tipo de possível reincidência da doença. O estado de Goiás sugere que o intervalo seja de 30 dias. Mas o Ministério aponta, em discussão ainda em curso, um intervalo de 90 dias entre dois testes “positivos”.

O secretário de Saúde, Ismael Alexandrino, afirma que não se trata de problemas relacionados aos testes realizados. Já que são casos positivos, ou seja, em que o teste detecta o RNA do vírus no corpo do paciente.

Ismael Alexandrino aponta duas possibilidades. A primeira seria parecida com o HIV, em que a carga viral abaixa ficando indetectável. Não se tratando, portanto, de reinfecção. “A segunda seria uma situação em que não há imunidade e realmente houve reinfecção. Trabalhamos com pelo menos essas duas hipóteses”, explica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.