Goiás sofre multa de R$ 745 mil por desmatamentos irregulares

Foram identificados 148,79 hectares de floresta desmatados em propriedades nos municípios de Água Limpa, Marzagão e Corumbaíba

Nesta quinta-feira, 30, a Operação Mata Atlântica em Pé, iniciativa nacional voltada para o combate ao desmatamento e recuperação de áreas degradadas, apresentou seu balanço final nacional. Os dados mostram que Goiás desmatou irregularmente cerca de 148,79 hectares de floresta, resultando aplicação de R$ 745 mil em multas aos infratores.

“Segundo informações dos órgãos de fiscalização, a operação em Goiás, nesse ano, atingiu todos os alvos, com 100% de aproveitamento. Agora, vamos aguardar os autos de infrações lavrados pelos respectivos órgãos (Ibama e Semad), para dar continuidade ao processo de responsabilização dos infratores”, afirmou a a coordenadora da Área de Meio Ambiente e Consumidor do Centro de Apoio Operacional do MPGO, Daniela Haun Serafim. As propriedades que foram fiscalizadas via satélite em Goiás, foram os municípios de Água Limpa, Marzagão e Corumbaíba.

A ação no Estado contou com a participação do Ministério Público de Goiás (MPGO), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad).

A Operação Mata Atlântica em Pé foi deflagrada neste ano em 17 Estados da Federação. Ela tem o objetivo de identificar as áreas de Mata Atlântica desmatadas ilegalmente nos últimos ano e punir os responsáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.