Goiás será Estado piloto para implantação da CNH digital

Ministro Bruno Araújo revelou ao governador Marconi Perillo que irá testar novo modelo primeiro nas cidades goianas  

Governador e ministro conversam em Brasília | Foto: Henrique Luiz

O ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), escolheu Goiás para ser o Estado piloto da implantação da concessão da Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e). A decisão foi anunciada ao governador Marconi Perillo (PSDB) nesta quinta-feira (27/7).

Dois fatores pesaram para a escolha do governo federal: primeiro, a relação próxima entre Marconi e Bruno Araújo, que além de correligionários são também amigos; bem como o avanço no processo de digitalização no Detran-GO.

A proposta da CNH-e, ou CNH digital, elaborada pelo Ministério das Cidades, foi aprovada, na última terça (25), pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e passará a valer a partir de fevereiro de 2018.

Agora, além do documento físico, os motoristas terão também o arquivo virtual da CNH, por meio de um aplicativo para smartphones. O documento virtual poderá ser apresentado no lugar da carteira física, e será identificado pela leitura do QRCode ou certificado digital.

Segundo o governo, a carteira digital tem a mesma validade que o documento impresso.

Como fazer

Para adquirir a CNH, é preciso se cadastrar no site do Denatran com um certificado digital. Em seguida, o cadastro deve ser ativado a partir de um link que será enviado ao e-mail do motorista.

A ativação deve ser feita no aparelho em que a CNH será salva, que será protegida por um PIN. Essa senha será exigida todas as vezes em que o acesso ao documento for requerido.

Depois desse registro, a CNH eletrônica é exportada para o aparelho, após a autenticação pelo Denatran por meio da assinatura digital do Denatran. O sistema ainda permite o bloqueio do aplicativo caso o celular seja extraviado.

Veja abaixo vídeo explicativo:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.