Goiás segue sem casos confirmados de febre amarela em 2018

Estado é área de recomendação de vacina por parte do Ministério da Saúde. Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo registram grande aumento no número de infectados 

Foto: Andre Borges/Agência Brasília

Boletim da Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO) divulgado nesta sexta-feira (26/1), mostra que o Estado segue sem casos confirmados de febre amarela em 2018, apesar do grande aumento do número de registros da doença em Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

Existem casos suspeitos ainda em análise, mas o registro de infectados pelo vírus apresentou queda gradativa em Goiás nos últimos anos. Em 2015 foram seis casos confirmados e quatro óbitos; em 2016, 3 casos com 3 óbitos e em 2017 apenas um caso, no qual o paciente também morreu.

O Estado de Goiás é considerado área endêmica e pertence à Área com Recomendação de Vacina e recebe, mensalmente, uma cota de 80 mil doses da vacina para ser distribuída aos municípios.

A superintendente de Vigilância em Saúde da SES-GO, Maria Cecília Brito, explica que considerando a situação epidemiológica do Estado, por ser uma área com recomendação de vacina, a vigilância em febre amarela em Goiás é contínua e segue as normas preconizadas pelo Ministério da Saúde para o período sazonal.

“Desde 2014, realizamos ações de intensificação de vacinação e monitoramos áreas de baixa cobertura vacinal, para evitar casos da doença e óbitos. Goiás está com cobertura acima do recomendado pelo Ministério da Saúde, que é de 95%”, destaca.

A Secretaria Estadual de Saúde também monitora a possível ocorrência da doença em macacos. Atualmente, 18 casos estão em análise sendo que nenhum foi confirmado este ano.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.