Goiano Henrique Meirelles pode estar trabalhando para disputar eleição de 2018

Reportagem de “Folha de S. Paulo” sugere que ministro da Fazenda trabalha nos bastidores para se viabilizar como candidato à Presidência

Meirelles posa com o ex-governador de Goiás Maguito Vilela (PMDB) e o atual prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha (PMDB)

A “Folha de S. Paulo” registra, em reportagem neste domingo (23/7), que o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), está se movimentando nos bastidores para viabilizar seu nome para a disputa presidencial de 2018.

Na verdade, o goiano, natural de Anápolis, espera que uma “conjunção de fatores” acabe lhe beneficiando à sucessão de seu presidente, Michel Temer (PMDB). É verdade que antes da delação bombástica da JBS tinha muito mais chances e também mais prestígio: se a economia decolasse, seria uma espécie de FHC dos anos 2010.

No entanto, após ser implicado — mesmo que de forma tímida se comparado aos outros delatados — no esquema de corrupção e tráfico de influência, Meirelles colocou os planos em stand-by. Só que isso não lhe impede de articular.

Nos últimos dois meses, registra a “Folha”, participou de dois encontros grandes com pastores da igreja evangélica Assembleia de Deus — o que foi entendido por alguns como uma busca por apoio. Além disso, abriu uma conta no Twitter e tem carta branca do presidente nacional do PSD, ministro Gilberto Kassab.

Atualmente domiciliado em São Paulo, Henrique Meirelles até tentou ser governador de Goiás em 2010: era o nome do ex-presidente Lula (PT) e chegou a se filiar ao PMDB em grande evento na capital. No entanto, levou uma rasteira do decano Iris Rezende, que acabou disputando naquele ano, sendo, mais uma vez, derrotado por Marconi Perillo (PSDB).

Inclusive, se quiser voltar para sua terra natal, o PSD aqui sonha em lançá-lo como candidato ao Senado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.