Funcionários do Hospital das Clínicas paralisam atividades em protesto contra mudança de gestão

Ato teve como objetivo mobilizar o quadro de servidores da unidade contra assinatura de contrato entre UFG e empresa

Divulgação: SINT-IFESgo

Divulgação: SINT-IFESgo

Servidores técnico-administrativos do Hospital das Clínicas (HC) realizaram manifestação nesta quinta-feira (20/11) contra a mudança de gestão da unidade hospitalar para a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), criada pelo governo federal para gerir hospitais universitários de todo o país. Os funcionários paralisaram o atendimento no local por cerca de uma hora.

Organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores técnico-administrativos em Educação de Goiás (SINT-IFESgo), o ato teve como objetivo mobilizar o quadro de funcionários do HC contra a assinatura de contrato entre a Universidade Federal de Goiás (UFG) e a EBSERH. As alegações são de que o convênio a ser firmado resultará em prejuízos sem precedentes à comunidade universitária.

“Eles dimensionaram um total de 1.674 vagas para o hospital, sendo que temos hoje um quadro total de 2.159 vagas”, explicou à reportagem a coordenadora-geral do SINT-IFESgo. Prejuízos na formação dos estudantes, no núcleo de pesquisa e nas condições de trabalho dos técnico-administrativos do hospital escola também estariam em jogo com a mudança de gestão, de acordo com Fátima.

Como solução, a dirigente propõe que os problemas enfrentados pelo HC devem ser resolvidos com a contratação de funcionários via concurso público, além da ampliação de investimento do governo federal nos hospitais universitários de todo o país.

Mesmo com a reunião do Conselho Universitário prevista para a próxima sexta-feira, o sindicato espera que a instituição de ensino volte atrás e amplie o debate  sobre a assinatura de contrato com o corpo docente e discente da UFG.

Deixe um comentário

wpDiscuz