Tucano e petista, ex-presidentes engrossam coro contra a suspensão do mandato do deputado do PSOL

Arquivo/Reprodução

Os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) estão na lista de agradecimentos do deputado Jean Wyllys (PSOL), que enfrenta processo no Conselho de Ética da Câmara Federal e pode ter o mandato suspenso por ter cuspido em Jair Bolsonaro na noite da análise do impeachment na Casa.

Nas redes sociais, o socialista destacou a manifestação de solidariedades de ambos os ex-presidentes, enfatizando que, apesar das diferenças políticas e ideológicas entre os dois, colocaram-se contrários à suspensão de seu mandato.

“São duas lideranças importantíssimas na história do Brasil, com posições políticas e ideológicas muito diferentes, mas que concordaram no repúdio à perseguição homofóbica e antidemocrática contra mim, orquestrada pelos aliados do presidiário Eduardo Cunha. Obrigado, Dilma! Obrigado, Fernando Henrique! A solidariedade de vocês me enche de orgulho”, escreveu.

Jean também afirmou estar muito comovido pelas inúmeras declarações de apoio que tem recebido nas últimas semanas de pessoas das mais diversas identidades políticas e sociais.

Nesta segunda-feira (6/2), está marcado um protesto no Clube Municipal da Tijuca, no Rio de Janeiro, em defesa do mandato do deputado. Na ocasião, segundo o jornal O Globo, uma carta de FHC e um vídeo de Dilma serão apresentados.