Festa Literária em Pirinópolis recebe a youtuber Kéfera e escritores renomados

Evento acontece de 20 a 24 de setembro com a presença de 42 convidados já confirmados 

Escritora e youtuber Kéfera | Foto: Divulgação

Com o tema “Literatura, Patrimônio e Inclusão”, a nona edição da Festa literária de Pirenópolis (Flipiri) começa no dia 20 e segue até o dia 24 de setembro na cidade goiana.

Até o momento, já confirmaram participação no evento 42 convidados, sendo 20 da Casa de Autores de Brasília, sete ilustradores e 15 escritores convidados. Dentre eles, o destaque é a premiada autora de livros infantojuvenis Roseana Murray, além da atriz, vlogueira, apresentadora e escritora juvenil Kéfera Buchmann.

Para este ano, a programação prevê uma intensa agenda de atividades, como palestras itinerantes de Roseana Murray, oficina para professores das redes municipal e estadual, o encontro de ilustradores e o debate principal desta edição, sobre o tema escolhido para este ano, com foco na inclusão, conduzido pelo psicanalista William Amorim.

Na ocasião, também haverá o lançamento da antologia poética “Um Feixe de Luz”, concebida por vários artistas locais integrantes da Academia Pirenopolina de Letras, o encontro de curadores de festas literárias, como as das cidades mineiras de Araxá e Uberlândia, Ponta Grossa (PR), Porto Alegre (RS) e a de Pirenópolis. A vasta programação terá ainda mesas de autógrafos com autores de Pirenópolis, Brasília e outras cidades – incluindo autores independentes – e apresentações de artistas goianos e de Pirenópolis, em especial.

Homenageados

Este ano, os artistas homenageados são os escritores Guido Heleno e Marieta Souza Amaral. Ele, nascido em Anápolis, faleceu recentemente e foi, além de escritor, professor, revisor, e intelectual reconhecido por onde passou, a exemplo de Belo Horizonte e Porto Alegre, cidades onde morou. Já Marieta é uma poetisa, escritora e contadora de causos de Pirenópolis, reconhecida com o título de mestre Griô (mestre da vida simples que passa suas experiências pela tradição oral).

Nesta edição, a itinerância, uma marca da Festa, continua com o Circuito Flipiri, que leva o evento para vários locais da cidade, seja na zona urbana ou na rural, a fim de envolver na literatura e em outras formas de expressão o máximo de pessoas possível.  Também continua a doação de livros às bibliotecas escolares e outras instituições, prática que vem desde a primeira edição e que conseguiu, ao longo de oito anos, arrecadar mais de 5.400 livros, o que equivale a mais de R$ 135,5 mil.

A Flipiri é uma realização da Casa de Autores de Brasília e da Prefeitura de Pirenópolis, com o apoio institucional do Fundo de Arte e Cultura de Goiás, da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), produção do Instituto Pireneus e Arte Plena e apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Ministério da Cultura e governo federal.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.