Extintores em carros passarão a ser opcionais

Resolução do Conatran avaliou que o mal uso do equipamento pode ser ainda mais prejudicial em situações de incêndio. Decisão deve passar a valer nos próximos dias

| Foto: Cristino Martins/ Agência Pará

Determinação suspende obrigatoriedade do equipamento dia antes de passar a valer o uso dos extintores tipo ABC | Foto: Cristino Martins/ Agência Pará

Os extintores de incêndio, obrigatórios em carros de todo o país, passarão a ser opcionais após decisão do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). A resolução deve ser publicada nos próximos dias e então o motorista que não estiver com o equipamento não será multado. Uma das preocupações do órgão é que o uso incorreto pode apresentar ainda mais riscos em uma situação de incêndio.

Atualmente, o motorista pego sem o equipamento de segurança é multado em R$127,69 e cinco pontos na carteira. A norma vale desde 1970 e seguirá em vigência para caminhões, caminhão-trator, micro-ônibus, ônibus, caminhonetes, camionetas, triciclos de cabine fechadas e veículos destinados ao transporte de produtos inflamáveis.

A previsão era de que, a partir de 1º de outubro, passasse a vigorar uma lei que determinava a obrigatoriedade de extintores do tipo ABC. Na realidade, os novos extintores deveriam estar em uso desde janeiro, mas o mercado não conseguiu atender a demanda e a decisão foi adiada. A decisão pelo tipo ABC foi tomada porque este equipamento consegue conter princípio de incêndios materiais sólidos, líquidos inflamáveis e equipamentos energizados.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Marco Valverde

Por trás de um assunto nem tão relevante para muitos brasileiros estão alguns outros muito importantes. O CONTRAN determinar que o uso do extintor seja opcional, mostra que o órgão está menos vulnerável às decisões políticas , se baseando na boa técnica, levando em consideração as estatísticas, os riscos. Mostra que está sendo levado em consideração o interesse da maioria e não o das empresas que fabricam ou recarregam os extintores, mostra que estas empresas não estão comprando políticos para criar leis que as beneficiam. Talvez isto já seja reflexo da lava-jato e da inconstitucionalidade das doações empresariais, ou quem… Leia mais