Expoente da arte Naif no País, Fé Córdula morre aos 83 anos

Artista do Rio Grande do Norte desenvolveu toda sua obra em Goiás e se tornou um dos principais representantes da chamada arte primitiva

Artista plástico morava desde os anos 70 em Goiânia | Foto: reprodução/ Facebook

Artista plástico morava desde os anos 70 em Goiânia | Foto: reprodução/ Facebook

O artista plástico Fé Córdula, um dos mais importantes representantes da pintura Naif do País, faleceu nesta sexta-feira (12/8), vítima de uma parada cardíaca. Ele estava internado há mais de duas semanas para tratar de uma pneumonia.

O corpo do artista plástico está sendo velado no Museu de Arte de Goiânia e depois será cremado. Na próxima segunda-feira (15), será realizada uma cerimônia em homenagem ao artista.

Francisco de Assis Córdula nasceu no Rio Grande do Norte e se mudou para Goiás em 1974. Foi aqui que Fé desenvolveu todo o seu trabalho. Sem deixar de lado as referências ao sertão de Seridó, parte de sua obra traz temas goianos, como as cavalhadas e a procissão do fogaréu.

Autodidata, Fé começou seu trabalho como artesão, mas também percorreu os caminhos do desenho e da pintura. Sua obra, rica de cor e fantasias, interpreta anseios populares e traz uma visão lúdica de tudo o que o artista sentia.

Deixe um comentário