Exame confirma suspeita de malária em bebê de sete meses em Goiânia

Apesar do resultado positivo para a doença, ainda não há a confirmação de que o caso seja autóctone, isto é, que tenha sido contraído na capital

Mais um caso de malária foi confirmado nesta terça-feira (28/10) na grande Goiânia pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Trata-se de uma criança de apenas sete meses, que segue internada no Hospital de Doenças Tropicais (HDT) da capital.

Apesar do resultado positivo para a doença, ainda não há a confirmação de que o caso seja autóctone, isto é, que tenha sido contraído em Goiânia. Segundo a assessoria de comunicação da SMS, até o momento, seis casos já foram confirmados neste parâmetro. Em todos eles, as vítimas moram ou frequentam o Parque Flamboyant, no Jardim Goiás, até então, apontado como possível foco da doença.

Conforme informações da pasta, a criança cujo exame confirmou a infecção por malária reside em Aparecida de Goiânia, mas pode ter frequentado as mediações do parque.

Reforço

Os casos de malária registrados em Goiânia serão acompanhados a partir desta quinta-feira (28) por uma equipe do Ministério da Saúde. O grupo irá auxiliar os trabalhos SMS no combate ao mosquito transmissor da doença.

De acordo com a pasta, apesar de todas as medidas de prevenção e controle já terem sido adotadas, a equipe será enviada com o objetivo de encontrar possíveis novos casos da doença, além da realização de exames de contactantes de pessoas doentes, mesmo sem a apresentação de sintomas.

O ministério não informou por quanto tempo durará a atuação da equipe em Goiânia e nem os locais em que deverão ser realizadas as análises.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.