Ex-ministro Armando Monteiro Filho morre aos 92 anos

Pai do senador Armando Monteiro Neto (PTB) tinha problemas pulmonares. Velório e funeral será em Pernambuco, onde morava

Armando Monteiro Filho morreu aos 92 anos | Foto: Reprodução

Morreu na manhã desta terça-feira (2/12), o empresário e ex-ministro Armando Monteiro Filho, aos 92 anos. Pai do senador Armando Monteiro Neto (PTB), ele morreu em sua residência na Zona Sul do Recife. Segundo informações da assessoria do parlamentar, ele teve problemas pulmonares.

De acordo com o empresário Eduardo Monteiro, um dos filhos de Armando, o ex-ministro vinha apresentando problemas de saúde. Ele teve queda de pressão arterial e baixa oxigenação. Chegou a melhorar no Natal, mas as dificuldades respiratórias persistiram. Armando deixou cinco filhos, oito netos e seis bisnetos.

O velório de Armando Monteiro Filho começará às 14 horas desta terça-feira, no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana. O corpo do ex-ministro será cremado às 11 horas de quarta-feira (3), no mesmo local.

Armando Monteiro Filho foi ministro da Agricultura do governo de João Goulart entre 1961 e 1962. Engenheiro, foi eleito deputado estadual, em 1950, pelo PSD. Não conseguiu assumir o cargo devido ao parentesco com Agamenon Magalhães, seu sogro e então governador de Pernambuco Em 1954, ganhou uma vaga na Câmara dos Deputados, como o mais votado do Estado.

O empresário foi candidato ao governo de Pernambuco, em 1962, sendo derrotado por Miguel Arraes. Filiado ao MDB durante a ditadura militar (1964-1985), se transferiu para o PDT. Em 1994, perdeu a eleição para o Senado Federal. Em 1998, passou para o PMDB.

Diante da morte do ex-ministro, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), decretou luto oficial de três dias. Ele também divulgou nota de pesar se solidarizando com familiares e amigos de Armando Filho.

Deixe um comentário