Evento do Minha Casa Minha Vida vira manifestação pró-Dilma com coro “não vai ter golpe”

A poucos dias da manifestação pró-impeachment, governo do Maranhão convoca representantes sindicais e estudantis para ato de desagravo à presidente

Presidente Dilma Rousseff e governador Flávio Dino: não vai ter golpe | Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Presidente Dilma Rousseff e governador Flávio Dino: não vai ter golpe | Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

A entrega de casas do programa do governo federal Minha Casa Minha Vida no Maranhão, na manhã desta segunda-feira (10/8), transformou-se em um ato de apoio à presidente Dilma Rouseff (PT). Em resposta a discursos inflamados, representantes de movimentos sindicais e estudantis entoaram o coro “não vai ter golpe”.

“No meu país eu boto fé porque ele é governado por mulher” e “Dilma, guerreira da pátria brasileira” foram outros gritos da fervorosa plateia, que respondeu com vaias às citações aos nomes do senador Edison Lobão e da ministra da Agricultura, Kátia Abreu, ambos do PMDB.

Organizado pelo governador do Maranhão, Flávio Dino, do PCdoB, o evento contou com parte da bancada do partido na Câmara, da União Nacional dos Estudantes (UNE), da União da Juventude Socialista (UJS) e da União Brasileira de Estudantes Secundaristas (Ubes).

Em discurso, Dino saiu em defesa de Dilma e disse que o Estado é contra “qualquer tipo de golpe”.”É claro que todos nós que aqui estamos somos contra a corrupção e defendemos a apuração, a investigação de quem quer que seja que tenha cometido qualquer tipo de coisa errada. Agora, separamos as coisas: nós defendemos que haja tudo isso, mas com respeito à Constituição, com respeito à democracia e às regras do jogo que foram estabelecidas por nossa nação”, disse o governador.

Na ocasião, Dilma criticou opositores pelo que definiu como “vale-tudo” na política. “No vale-tudo, quem acaba sendo atingido pela torcida que eu já disse do ‘quanto pior, melhor’, é a população do país, dos estados e dos municípios”, expôs a presidente.

A poucos dias da manifestação pró-impeachment, impulsionada pelo PSDB e divulgada nas redes sociais, Dilma afirmou que as pessoas devem pensar primeiramente “no que serve à nação” e, depois, pensar “em seus partidos e projetos pessoais”.

Uma resposta para “Evento do Minha Casa Minha Vida vira manifestação pró-Dilma com coro “não vai ter golpe””

  1. Avatar Uberlandya Leo disse:

    DOMINGO LEVEM CARTAZES E FAIXAS PEDINDO INTERVENÇÃO MILITAR!!! VOCÊS PEDIRAM IMPEACHMENT E RECEBERAM A PERDA DE DIREITOS TRABALHISTAS, PREVIDENCIÁRIO 85/95 DE TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO, DEMISSÕES EM MASSA, AUMENTO DA INFLAÇÃO, DOS JUROS, DOS IMPOSTOS, DA GASOLINA, DA LUZ, DE TUDO, REDUÇÃO DE 30% DOS SALÁRIOS, RECEBERAM IDEOLOGIA DE GÊNERO OPÇÃO SEXUAL NAS ESCOLAS, RECEBERAM O CANALHA FACHIN COMO MINISTRO DO STF APROVADO PELA CÂMARA E CONGRESSO, TRIPLICARAM A VERBA DE TODOS ESSES PARTIDOS DE 289 MILHÕES PARA 868 MILHÕES, ETC…
    NÃO BASTA TIRAR SÓ ESSE GOVERNO, É PRECISO FAZER UMA LIMPEZA NA CÂMARA, CONGRESSO E JUDICIÁRIO. EM 90 DIAS TEREMOS NOVAS ELEIÇÕES, MAS SEM AS URNAS ELETRÔNICAS FRAUDÁVEIS QUE A DITADORA DILMA USOU PARA DAR O GOLPE.
    VÃO COM CAMISA CAMUFLADA OU TODA VERDE EM HOMENAGEM ÀS FORÇAS ARMADAS. O BRASIL AGRADECE. COMPARTILHEM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.