“Estágios cumprem função social e não passam de 1% do orçamento”, diz Vitti

Presidente da Assembleia Legislativa defendeu quantidade de jovens que trabalham na Casa 

Presidente José Vitti | Foto: André Costa/ Jornal Opção

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, deputado José Vitti (PSDB), rebateu insinuações feitas em um veículo de comunicação nesta quarta-feira (9/8) sobre a quantidade de estagiários na Casa.

Segundo o tucano, o programa custa menos de 1% de todo o orçamento do Legislativo e oportuniza a primeira experiência de trabalho para 442 jovens. “Trata-se de um projeto social que, além de capacitação com treinamentos e cursos, também auxiliam no desenvolvimento dos trabalhos da Casa. Os estagiários são lotados em diversas áreas da administração”, disse.

Cada instituição tem políticas e critérios próprios em relação aos processos de gestão e contratação de estagiários. Na Alego, o programa segue um padrão estabelecido há mais de oito anos. A atual gestão, garante Vitti, tem seguido as definições impostas pelo contrato, firmado em 2016, preenchendo o quantitativo dentro dos limites estabelecidos, que é de no máximo 450 estagiários.

Além de serem monitorados, os jovens participam de treinamentos, cursos e seminários relacionados aos seus cursos universitários. Neste primeiro semestre de 2017, foram disponibilizadas aos estagiários “diversas atividades”. Dentre elas está o programa Estagiário Cidadão, que promoveu diversas palestras voltadas para o tema “Origem, evolução histórica e importância do Poder Legislativo” e cursos com temas como “Sustentabilidade nas indústrias de móveis”, “Redação Oficial” e “Atendimento ao público: Excelência no atendimento”.

O presidente garante que tem realizado estudos internos para modernizar e racionalizar a estrutura administrativa. Na área de concursos públicos, por exemplo, todos os candidatos aprovados no último certame já tomaram posse. “Antes do término da minha gestão, o objetivo é a realização de um novo concurso público para suprir as necessidades da Casa”, frisou.

Projeto social – Voltada para a qualificação profissional de jovens que ainda estão cursando o ensino superior e buscam uma oportunidade para o primeiro emprego, a contratação de estagiários na Alego é um projeto social da Casa. Durante o período em que estão na Assembleia, o estudante tem a oportunidade de aprendizado e de colocar em prática o que aprende na sua área de estudo.

“Nosso objetivo é capacitar esses jovens para que eles tenham maior facilidade de encontrar um bom emprego quando saírem da faculdade. Sabemos que hoje o mercado de trabalho é exigente e competitivo e a Assembleia está cumprindo seu papel social na formação desses estudantes”, arrematou.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Amanda

Sem conselhos os planos fracassam, mas com muitos conselheiros há sucesso! A Revista Exame e a Empresa Catho afirmam que quem fala inglês vale 61% a mais, em média, do que quem não fala inglês e eles também afirmam que o número de pessoas desempregadas é muito maior entre os que não falam inglês. Encontrei um método para APRENDER INGLÊS (http://bit.ly/2sXQbcP) que mostra como em 8 SEMANAS você pode ter o resultado que levaria 5 anos para alcançar em outras escolas de inglês. FANTÁSTICO!