Enel assina contrato de compra da Celg-D nesta terça-feira (14)

Cerimônia será realizada no Palácio Pedro Ludovico Teixeira

Fachada da presidência da Celg | Foto: Eduardo Ferreira

A venda da Celg Distribuição será concluída nesta terça-feira (14/2), durante cerimônia no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia. O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), recebe os diretores da empresa italiana — que arrematou a estatal goiana no final do ano passado — para a assinatura do contrato de compra.

Esta é a última etapa do processo de privatização da distribuidora de energia do estado, que foi vendida por R$ 2,187 bilhões e passará a ser controlada pela Enel nos próximos meses. Detentor de 49% das ações, o governo local deve receber aproximadamente R$ 850 milhões, recurso que será utilizado para investimentos, segundo informa, em infraestrutura, saúde e educação.

Celg

Fundada em 1956 e com sede em Goiânia, a Celg (que atualmente é subsidiária da Eletrobras) atua em um território que cobre mais de 337 mil km² por meio de uma concessão que é válida até 2045. A venda da estatal é parte do processo de privatização de ativos lançado pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB).

O mercado da Celg inclui 237 municípios com uma população de 6,2 milhões de pessoas. A base de clientes, de 2,9 milhões, é atendida por meio de uma rede de mais de 200,8 mil quilômetros.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.