Em posse da nova diretoria, Marconi ressalta papel do Sebrae na economia goiana

Tucano pontuou que parceria possibilita avanços consideráveis, além de lembrar da reforma administrativa e garantir que governo foi proativo e vislumbrou crise nacional

Primeira-dama, Valéria Perillo/ governador Marconi Perillo / diretor-superintendente na Sebrae, Igor Montenegro; vice-governador Jose Eliton  / Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Primeira-dama, Valéria Perillo/ governador Marconi Perillo / diretor-superintendente na Sebrae, Igor Montenegro; vice-governador Jose Eliton / Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Durante a cerimônia de posse da nova diretoria — diretor-superintendente, Igor Montenegro, diretor técnico, Wanderson Portugal, e diretora de administração e finanças, Luciana Albernaz — e do presidente do Conselho Deliberativo do Estado — Pedro Alves de Oliveira –, nesta segunda-feira (23/2) no Teatro Sesi, o governador Marconi Perillo (PSDB) acentuou a importância do Sebrae na economia goiana.

Em discurso, o tucano afirmou que a instituição é a maior responsável pelo reconhecimento e valorização dos micro e pequenos empreendedores no Brasil. Reafirmando a parceria do governo com o Sebrae, Marconi explicou que a união de ambos tem possibilitado avanços econômicos e sociais. “Isso tudo auxilia Goiás a estar na 7ª posição do País com empreendedores individuais, alcançando a cifra de 170 mil micro e pequenos empreendedores.”

O governador pontuou que Goiás possui a 4ª menor taxa tributária, e que a parceria tem deixado Goiás nos últimos anos na vanguarda de criação de emprego. Conforme gestor — que lembrou que quando foi eleito pela primeira vez, o PIB era de 17 bilhões e hoje é 143 bilhões –, o Estado está na 9º lugar no PIB. “Goiás não é um estadinho qualquer mais. Se agigantou nos últimos anos e estamos nos preparando para crescer cada dia mais”, disse

Elogiando a reforma administrativa de própria autoria, o tucano ressaltou que o Estado tem conseguido se manter bem nesse momento de crise nacional graças à proatividade. De acordo com o gestor, a ação preventiva de transformar a máquina pública na menor do Brasil ajudou o Estado a estar firmes em tempos de recessão.

Por fim, o tucano garantiu que mesmo com crise nacional, irá trabalhar para deixar um legado para o próximo gestor. “Aqui em Goiás nós trabalhamos com parcerias, buscamos e sempre conseguimos os melhores resultados.”

O evento teve a presença do senador Ronaldo Caiado (DEM), sentado a mesa no palco junto com o governador Marconi Perillo e outros políticos da base do tucano; os deputados estaduais Virmondes Cruvinel (PSB) e Adriana Accorsi (PT); os vereadores Cristina Lopes (PSDB) e Thiago Albernaz (PSDB); Gilvane Felipe, entre outros.

O escolhido do governador
Diretor-superintendente do Sebrae, Igor Montenegro / Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

Diretor-superintendente do Sebrae, Igor Montenegro / Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

Indicado por Marconi Perillo e eleito por unanimidade pelo Conselho, Igor Montenegro substituiu Manoel Xavier — e sua gestão elogiada — e foi empossado novo diretor-superintendente do Sebrae. Em entrevista coletiva, Igor comentou a nova gestão e os próximos investimentos.

O campo mais importante é da Tecnologia da Informação (TI), com abertura de cursos e consultorias. “Vamos investir em inovação”, garantiu. O Sebrae atende atualmente mais de 25% dos micro e pequenos empresários de Goiás. E a intenção, conforme Igor, é dobrar os mais de 500 mil micro e pequenos empreendedores.

luciana albernaz-fernando

Diretora de administração e finanças, Luciana Albernaz / Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

Explicando que os pequenos investidores são a base da economia brasileira — com 99% sendo micro ou pequeno e apenas 1% são empresas de grande porte — Igor apontou Sebrae como maior parceiro dos pequenos negócios.

O foco agora é a interiorização do Sebrae. Conforme dito por ele, e ressaltado também por Luciana Albernaz, a intenção é levar uma sede do Sebrae a pelo menos 50 grande municípios — atualmente são 11, e 26 em pequenos.

Luciana também pontuou questões relativas à nova administração. De acordo com ela, pretende-se reduzir o número de custos e melhorar a comunicação da TI. “Já foi implantado nosso sistema de vídeo-conferência. Facilita a comunicação da sede com as regionais”, concluiu.

Crise nacional

Diferente do que foi dito pelo governo, Igor Montenegro se diz “otimista” e diz acreditar que a situação no Brasil é passageira. “Vamos vencer com muito trabalho e dedicação, e os pequenos negócios são a saída do País nesses momentos de dificuldades”, disse, lembrando que micro e pequenos empreendedores geram a metade dos empregos do Brasil.

“Não deixo a política. Apenas não serei candidato agora”

Em meados de março do ano passado, o atual superintendente do Sebrae disse que não disputaria a nenhum cargo no último pleito, mas que não sairia da política.

Questionado nesta segunda-feira (23) se já pensava em disputar um cargo para 2016 ou 2018, o diretor não respondeu e disse apenas que agora o foco é “fortalecer a gestão do Sebrae; a prestação de serviços..

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.