Um bebê nascido na véspera do Natal de 2023, uma criança de dois anos, outra de quatro anos e a mãe deles, todos brasileiros-palestinos, chegam ao Brasil nesse sábado, 10. Eles foram autorizados a cruzar a fronteira entre a Faixa de Gaza e o Egito, em Rafah, na quarta-feira, 7.

Embora os quatro já estivessem em listas anteriores dos autorizados a deixar a região, a família não pode embarcar antes para o Brasil por conta da gravidez avançada da mãe.

Eles integram mais uma etapa da Operação Voltando em Paz, realizada pelo Governo Federal desde outubro de 2023 para repatriar brasileiros da zona de conflito no Oriente Médio. A força-tarefa para repatriar os quatro envolveu uma atuação conjunta dos ministérios da Justiça e Segurança Pública, das Relações Exteriores, da Defesa e do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome.

Ao desembarcar no Brasil, neste sábado, a família será recebida por equipes da Agência da ONU para Refugiados (Acnur) e da Organização Internacional para as Migrações (OIM) e encaminhadas para um abrigo na cidade de São Paulo — onde receberão atendimento médico e psicossocial.

Com data ainda a definir, os quatro serão deslocados para um abrigo em Minas Gerais. A Força Aérea Nacional (FAB) tem intermediado as negociações para os deslocamentos da família em aeronaves comerciais.

Durante o período que aguardaram a repatriação, os quatro ficaram alojados em Rafah, em uma casa alugada pela representação brasileira em Ramala. Eles receberam assistência enquanto aguardavam o momento de cruzar a fronteira, como recursos para alimentos, água e remédios.

Desde 10 de outubro de 2023, quando começou o conflito entre Israel e Hamas, 1.560 brasileiros e familiares próximos que se encontravam em Israel ou na Palestina e que manifestaram intenção de partir foram retirados da região pela Operação Voltando em Paz, do Governo Federal.

Com informações do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP)

Leia também: Hamas x Israel: Lula diz que ataque a hospital em Gaza é uma ‘tragédia injustificável’