Em meio à crise, Goiás é o Estado que menos reduziu investimentos

Reportagem da “Folha de S. Paulo” mostra que Goiás praticamente manteve o valor dos aportes financeiros, com redução de apenas 0,1%

Levantamento divulgado pelo jornal “Folha de S. Paulo”, nesta segunda-feira (15/6), mostra que Goiás é o Estado que menos reduziu o volume de investimentos nos primeiros quatro meses de 2015. Conforme apurado pela publicação, em meio à crise econômica, o Estado praticamente manteve o valor dos aportes financeiros, com redução de apenas 0,1%.

De acordo com os dados, os investimentos do Estado saíram de R$ 342,3 milhões em 2014 para R$ 342 milhões neste ano. Realidade muito diferente da verificada em Estados como Minas Gerais e Mato Grosso, que apresentaram reduções em 97,3% e 96,3%, respectivamente.

Apenas outros três Estados conseguiram ampliar o volume de investimentos, são eles: Bahia, com acréscimo de 45,3%, Pará (8,2%) e Rio Grande do Norte (8,1%).

A reportagem destaca que a crise financeira fez com que os Estados reduzissem seus investimentos em 46%. Obras paradas, adiamento de novos projetos e atrasos em pagamentos de serviços sãos os motivos apontados pela publicação para justificar a queda.

O jornal ressalta, ainda, a fala da secretária estadual da Fazenda, Ana Carla Abrão, que lembrou que a realidade atual é muito diferente da vivenciada no último ano. “Existe uma inércia em relação ao que o Estado já vinha fazendo”, admitiu.

A manutenção dos investimentos por Goiás pode ser vista como reflexo da reforma administrativa empenhada pela gestão do governador Marconi Perillo (PSDB) no início de seu quarto mandato. O tucano exonerou mais de 5 mil comissionados e mantém hoje a estrutura mais enxuta entre os Estados, com apenas 10 secretarias.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.