Em carta aberta, MDB diz que não abrirá mão de candidatura de Meirelles no primeiro turno

Assinado por Romero Jucá, texto diz que ex-ministro será o primeiro presidente da sigla eleito pelo voto direto

Ministro da Fazenda Henrique Meirelles | Foto: José Cruz/Agência Brasil

O Movimento Democrático Brasileiro (MDB) reforçou nesta sexta-feira (27/7) que não abrirá mão de candidatura própria para presidência do primeiro turno. Em carta aberta à nação, o presidente do partido, Romero Jucá (RR), diz que o MDB aparece como uma sigla “que sempre esteve ativamente presente nos momentos decisivos dos grandes processos nacionais.”

“Queremos dar continuidade ao trabalho apenas iniciado. Não tivemos tempo para implantar e desenvolver plenamente nossas propostas, mas não vamos abandonar nem esquecer o esforço exitoso feito por cada um dos brasileiros. Pelo contrário: é hora de permanecer no rumo certo”, diz o senador sobre a candidatura de Henrique Meirelles.

O texto afirma que Meirelles traz consigo a coragem de enfrentar um novo e imenso desafio. “Mas, ao mesmo tempo, traz a experiência e o equilíbrio de quem já superou inúmeros obstáculos”, acrescenta.

De acordo com Jucá, o goiano será o primeiro presidente da República do MDB eleito pelo voto direto.

Marcada para 2 de agosto, a convenção nacional do partido decidirá oficialmente a participação do ex-ministro na corrida ao Planalto.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.