Eletrobras suspende instalação de rede de alta tensão no Macambira-Anicuns

Presidente da estatal se comprometeu a buscar uma alternativa ao projeto da empresa goiana LT Carajás-Atlântico-Campinas

Em audiência pública realizada nesta quarta-feira (19/11), em Brasília, representantes da Celg e da Eletrobras decidiram suspender a instalação de rede de alta tensão no Complexo Macambira- Anicuns, localizado na região Sudoeste de Goiânia.

A reivindicação foi posta em pauta no encontro, que tratava da federalização da Celg, pelo senador eleito Ronaldo Caiado (DEM). Na ocasião, o presidente da Eletrobras, José da Costa Carvalho Neto, se comprometeu a buscar uma alternativa à instalação das linhas de alta tensão até que o projeto da empresa goiana LT Carajás-Atlântico-Campinas seja reavaliado.  O dirigente afirmou que o diálogo deve acontecer de maneira imediata com representantes da região, com a Aneel, Celg e demais autoridades.

Também estiveram presentes na audiência pública integrantes do movimento Diga Não à Rede de Alta Tensão, que entregaram ao presidente da estatal um memorial com supostas irregularidades da obra e de todo o histórico apurado por eles. O grupo teme os danos que o projeto pode causar à saúde dos moradores da região.

Em pronunciamento, Caiado citou os parâmetros técnicos que não estariam sendo respeitados pela empresa responsável. De acordo com o senador eleito, a distância mínima entre os postes e as residências chega em alguns locais a pouco mais de um metro, quando o recomendado seria a partir de 16 metros.

Em entrevista ao Jornal Opção Online, o diretor de regulação da CelgD, Elie Chidiac, avaliou positivamente a revisão do projeto, mas lembrou que todos os órgãos ambientais competentes já haviam dado parecer favorável à instalação das linhas de transmissão.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.