Eduardo Suplicy será secretário de Direitos Humanos de São Paulo

Derrotado à reeleição no Senado, petista confirmou via Facebook o convite do prefeito Fernando Haddad (PT)

Foto: Marcos Oliveira / Agência Senado

Foto: Marcos Oliveira / Agência Senado

Derrotado nas urnas em 2014, o senador Eduardo Suplicy (PT) confirmou, nesta terça-feira (20/1), que deverá compor a administração do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT).

Em sua página no Facebook, ele se disse “muito feliz” com o convite para assumir a Secretaria de Direitos Humanos da cidade — comandada atualmente por Rogério Sotilli.

“Estou muito feliz em poder colaborar com o prefeito Fernando Haddad, com quem tenho a maior afinidade. Aceitei, extremamente honrado, o convite para ocupar a Secretaria de Direitos Humanos da Prefeitura de São Paulo. Tenho o maior apreço pelo secretário Rogério Sotilli, que tem feito um belo trabalho”, escreveu Suplicy.

Veja o post:

O anúncio da nomeação surpreende, pois a ex-mulher do senador, a também senadora Marta Suplicy (PT), criou mal-estar dentro do partido nos últimos dias com declarações críticas à gestão da presidente Dilma Rousseff (PT) — de quem foi ministra da Cultura.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, a ex-prefeita — que não esconde a vontade de ser candidata em 2016 — afirmou que “ou o PT muda, ou acaba”.

De olho na reeleição

Eduardo Suplicy é o segundo novo secretário anunciado pelo prefeito Fernando Haddad somente neste ano. Na semana passada, o deputado Gabriel Chalita (PMDB) tomou posse como secretário de Educação.

Chalita é cotado para concorrer à vice de Haddad em 2016, selando a dobradinha PT-PMDB em São Paulo. Os dois foram adversários em 2012, quando o petista venceu José Serra (PSDB) no segundo turno.

Deixe um comentário