É previsto protesto durante amistoso da Copa do Mundo em Goiânia

Grupos sociais prometem ato contra a Copa do Mundo para o mesmo horário de jogo do Brasil contra o Panamá, no Serra Dourada. Os manifestantes pretendem sair da Praça Cívica e caminhar até o estádio

Neymar cumprimenta fã na chegada; camisa 10 não será poupado por Scolari para o primeiro teste pré-Copa | Foto: Divulgação CBF

Neymar cumprimenta fã na chegada; camisa 10 não será poupado por Scolari para o primeiro teste pré-Copa | Foto: Divulgação CBF

“Brasil, Brasil!”, esse foi o grito de apoio dos torcedores goianienses aos jogadores da Seleção Brasileira de Futebol. Goiânia tem a tradição de receber bem a seleção brasileira. A delegação do técnico Luiz Felipe Scolari chegou por volta das 22h50 deste domingo (1º/6) à capital goiana. Eles estão hospedados no Castro’s Hotel, no Setor Oeste, região bastante movimentada da cidade. Não houve qualquer manifestação contrária à seleção ou à Copa do Mundo. O amistoso contra a seleção do Panamá acontece nesta terça-feira (3/6) no estádio Serra Dourada a partir das 16h.

David Luiz, Neymar e Fred foram os únicos que acenaram e atenderam pedidos de autógrafos de crianças que esperavam os atletas no hotel. Nesta segunda-feira (2/5), 20 mil torcedores são aguardados para acompanhar o único treino aberto na preparação para o mundial, que começa dia 12 de junho. O treino está marcado para as 16h, no Serra Dourada. Para assistir ao treinamento, o torcedor teve até o meio-dia desta segunda para adquirir o ingresso.

Imagem do Serra Dourada em um treino da seleção no ano passado | Foto: Domínio Público

Imagem do Serra Dourada em um treino da seleção no ano passado | Foto: Domínio Público

Para a Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSP-GO), existem motivos para aumentar a segurança dos atletas. Há expectativa de protestos nas ruas da capital. Os professores da rede pública de Goiânia – que estão em greve desde o dia 26 de maio, – juntamente com o Sindicato Municipal dos Servidores da Educação (Simsed), e estudantes e membros de grupos sociais marcaram uma manifestação para esta terça-feira (3/5), dia do amistoso. O movimento tem como slogan “Da Copa eu abro mão. Quero saúde, transporte e educação”.

O coordenador jurídico do Simsed, professor Antônio Gonçalves, disse ao Jornal Opção Online que a manifestação está marcada para as 15h. “O movimento vai começar na Praça Cívica e provavelmente caminharemos até o Estádio Serra Dourada”, informou. A distância da Praça Cívica até o Serra Dourada é de cerca de 3,5 quilômetros. Para o coordenador jurídico, os grupos sociais denunciarão os gastos abusivos para a realização da Copa do Mundo e a péssima qualidade da educação no Estado.

Divino Alves, coronel e porta voz da Polícia Militar (PM), assegurou à reportagem que a instituição está com o planejamento de segurança pronto para colocar em prática nesta terça. “A manifestação é um direito democrático, mas também existe o direito das pessoas assistirem ao jogo. Tantos os manifestantes quanto os torcedores coabitarão espaços diferentes e se respeitarão”, salientou o coronel.

Divino Alves asseverou ainda que haverá um limite de aproximação dos manifestantes ao Serra Dourada e que o número de policiais será suficiente para a segurança de todos. O coronel não quis divulgar o número exato de policiais que estará nas ruas nem o limite de aproximação. “Esses detalhes fazem parte do planejamento da PM”, concluiu.

Cerca de 20 mil torcedores já compraram os ingressos para o amistoso, que custam R$ 100 (arquibancada) e R$ 280 (cadeira). No próximo dia 6, a seleção brasileira enfrenta a Sérvia, no Morumbi, em São Paulo. Este será o último jogo antes da Copa.

 

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.