Dividido e em cima do prazo, PP deve fechar aliança com Daniel Vilela

Partido bate o martelo após sair dividido da convenção realizada durante a manhã

O PP usou as últimas horas deste domingo (5/8), prazo final para homologação das coligações para as eleições deste ano, tentando costurar a aliança com o MDB do deputado federal Daniel Vilela.

Ao Jornal Opção, já à noite, o deputado federal Sandes Júnior (PP) disse que foi informado pelo presidente da legenda, o ministro Alexandre Baldy, que a falta de espaço na chapa governista “jogou o partido para o MDB”. Ponderou, entretanto, que não participou das negociações finais e não soube precisar o horário que a definição, enfim, seria anunciada.

O partido bate o martelo após sair dividido da convenção realizada durante a manhã. No encontro, o deputado Roberto Balestra, favorável à base governista, rebelou-se contra a falta de definição e demandou maior participação da militância.

Presidente do partido, o ministro Alexandre Baldy deixou o encontro sem comentar a possibilidade de aliança.

Em entrevista ao Jornal Opção no início da noite, Balestra reforçou a contrariedade após a falta de resultado durante a convenção, asseverou que não foi informado de qualquer definição e que a resposta teria que vir de Baldy.

Até o fechamento desta matéria, nem Baldy nem o candidato do MDB haviam se manifestado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.