Primeiramente detentos planejavam motim no dia do Natal, que não aconteceu. Agora, a preocupação é de que ele possa se realizar na passagem de ano

Após rumores de um possível planejamento de rebelião no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, o secretário de Segurança Pública disse que já alertou a Diretoria-geral de Administração Penitenciária (DGAP) e a Polícia Militar e que estão todos de sobreaviso caso o movimento aconteça.

De acordo com Irapuan Costa Júnior, o serviço de inteligência da SSP captou alguns rumores de que uma rebelião pudesse acontecer. “Não é nada absolutamente confiável de que essa rebelião vai acontecer, mas já alertamos nosso pessoal e estamos preparados caso ela se realize”.

[relacionadas artigos=”113930″]

Ainda segundo o secretário, se presos realmente colocarem os planos em prática, os detentos envolvidos serão transferidos para o presídio de Cristalina.

Primeiramente os detentos planejavam uma rebelião no dia do Natal, que não aconteceu. Agora, a preocupação é de que ela possa se realizar na passagem de ano.

Histórico

O início de 2018 foi marcado por uma série de rebeliões. No dia 1º de janeiro, o motim na Colônia Agroindustrial do Regime Semiaberto, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, acabou com pelo menos nove detentos mortos e 77 fugitivos. Os rebelados incendiaram a unidade prisional e corpos ficaram carbonizados.

Já na madrugada do dia 5 foi a vez dos detentos da Penitenciária Odenir Guimarães, também no Complexo Prisional, se rebelarem. Na ocasião não houve mortes e apenas um preso conseguiu fugir.