Desembargadora suspende evento “A Casa”, no Setor Marista

Encerramento da primeira edição estava marcado para começar nesta quarta-feira (6/9) e seguiria até domingo (10)

A desembargadora Amélia Martins concedeu liminar nesta quarta-feira (6/9) determinando a suspensão do evento “A Casa”, no Setor Marista. O encerramento das atividades da primeira edição começaria nesta quarta e seguiria até domingo (10). Se a decisão for descumprida, a multa é de R$ 100 mil.

No pedido, dois moradores do Setor Marista afirmam que, em vez de fazer pequenos eventos, conforme autorizado na licença ambiental, a empresa Uai Goiânia e Gilberto Sebba, proprietários do condomínio onde ocorre a festa, estariam promovendo, de quinta-feira a domingo, festas com shows ao vivo e som automotivo acima do limite de som permitido.

Além disso, eles afirmam que os eventos promovidos geram grande quantidade de lixo e, como atraem muitas pessoas, acabam gerando obstrução de calçadas com os carros estacionados.

Segundo a petição, os moradores chegaram a acionar a Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma). Em fiscalização, os agentes constataram que o nível do som estava em 69 dB, acima do permitido por lei, que é de 50 dB. Em seguida, a própria Amma elaborou um relatório dizendo que o evento não cumpria as disposições legais para realização de shows ao vivo.

O Jornal Opção entrou em contato com os assessores do evento, mas não obteve resposta até o fechamento da matéria.

Deixe um comentário

wpDiscuz