Criminosos se passam por médico para roubar família de pacientes hospitalizados

Associação alertou para golpe em que parentes recebem ligação para depositar quantia referente a procedimentos e medicamentos não cobertos por plano de saúde

A Associação dos Hospitais Privados de Alta Complexidade do Estado de Goiás (Ahpaceg) fez um alerta nesta segunda-feira (4/4) para pessoas com familiares hospitalizados: criminosos estão se passando por médicos e funcionários de unidades de saúde para conseguir dinheiro da família.

No golpe, feito por telefone, alguém liga para os parentes das pessoas internadas alegando que os doentes precisam urgentemente de medicamentos ou procedimentos que não são oferecidos pelo plano de saúde e solicita o depósito de certa quantia para que o atendimento seja autorizado.

Segundo a Ahpaceg, que representa 17 hospitais goianos, o golpe não é novidade, já tendo sido, inclusive, assunto de alerta feito em agosto de 2015. Na última semana, no entanto, as famílias de dois pacientes, um do Hospital Santa Mônica e outro do Santa Helena, foram vítimas da armadilha, o que levou a associação a reforçar as orientações.

Aqueles que receberem ligações do tipo, solicitando qualquer depósito ou transferência, devem procurar imediatamente a direção da unidade para buscar esclarecimento. A assessoria da Ahpaceg lembrou também que não é hábito de hospitais fazer ligações para realizar qualquer tipo de cobrança.

Todos os hospitais que fazem parte do grupo já estão informando seus pacientes sobre o novo golpe, além de já terem procurado a polícia, mas as famílias devem ficar alertas para este tipo de ligação. Além dos casos na rede privada, já foram registrados golpes do tipo inclusive na rede pública de saúde.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.