Coordenadores de subcomissões entregam cargos e deixam gestão Lúcio Flávio

Troca no comando da Comissão da Advocacia Jovem foi considerada “autoritária e unilateral”

Coordenadores de subcomissões entregam cargos | Foto: divulgação

Nesta sexta-feira (16/2), quatro coordenadores de subcomissões da Comissão da Advocacia Jovem (CAJ) da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO) renunciaram aos cargos e deixaram a gestão Lúcio Flávio Siqueira de Paiva.

Frederico Horácio de Luiz Lopes (Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral), Gustavo Vinicyus Lavrinha de Alcântara (OAB Vai à Escola), José Filho (Assistência ao Advogado em Início de Carreira) e Richardy Vinicius da Silva Santos (Estudos Jurídicos) expõem os motivos da decisão em uma carta entregue à diretoria.

Segundo eles, a troca no comando da CAJ, “às vésperas de um feriado prolongado” e sem que fosse oportunizada a manifestação de integrantes da comissão, foi feita de maneira “explicitamente autoritária e unilateral”.

“Não conseguimos vislumbrar propósito na continuação dos trabalhos quando percebemos que nem aqueles membros que participam e organizam a CAJ têm voz na OAB seccional Goiás”, escrevem.

Apesar de reconhecerem que a nomeação de presidentes das comissões é prerrogativa do presidente da OAB-GO, argumentam que haveria uma “obrigação moral” de se ouvir os integrantes das mesmas para que sejam tomadas tais decisões.

“Os coordenadores das subcomissões efetivos ali desde o início da gestão conhecem os anseios, alegrias e tristezas da referida comissão, que, por lógica, deveria ter levado em consideração a escolha do presidente da CAJ, mas infelizmente assim não procedeu, situação que gera quebra da confiança construída solidamente nas reuniões”, argumento.

Por fim, os jovens advogados deixam claro o voto de repúdio, protesto, indignação e insatisfação contra a decisão, considerada como “arbitrária”: “Temos que o ato de vossa excelência [Lúcio Flávio de Paiva] vai na contramão da meritocracia.”

Troca

Novo presidente da CAJ e Lúcio Flávio durante a posse | Foto: reprodução

O advogado Diogo de Figueiredo Lopes tomou posse no dia 5 de fevereiro na presidência da Comissão da Advocacia Jovem (CAJ) após a renúncia do então titular, Henrique Alves.

Em entrevista ao Jornal Opção, o ex-presidente afirmou que decidiu deixar o cargo por uma questão pessoal. Superintendente de Planejamento e coordenador do novo Plano Diretor de Goiânia na Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação, Alves explicou que estava sem tempo para se dedicar à comissão.

“Já vinha conversando com o presidente Lúcio Flávio desde novembro de ano passado. Deixei a CAJ porque entendo que a maior comissão da OAB deve ser comandada por alguém que tenha tempo. Meu substituto, Diogo Lopes, é competente e vai realizar um excelente trabalho. Não houve trauma, continuo como conselheiro da OAB-GO e parte da gestão”, garantiu.

Deixe um comentário