“Convergência de ações com um resultado político ímpar”, diz Caiado sobre chapa com Vanderlan e Wilder

Governador concedeu entrevista após convenção do PSD em Goiânia

Governador Ronaldo Caiado (DEM) | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Durante entrevista coletiva realizada no início da tarde desta quarta-feira, 16, após convenção do PSD que selou o nome do senador Vanderlan Cardoso para a prefeitura, o governador Ronaldo Caiado (DEM) disse que entraria na campanha para ganhar.

O democrata explicou que conversa com Vanderlan e Vilmar Rocha e, a partir daquele momento, criou-se uma tendência para que se vinculasse a candidatura do senador com Wilder, aliado de Caiado. Segundo o governador, a aliança se firmou entre as 21h e 22h da noite de terça-feira, 15.

Caiado reforçou que Wilder, Francisco Jr. e Zacharias Calil deram gesto, dentro da campanha, para que a convergência de Vanderlan, como candidato a prefeito, e Wilder a vice-prefeito se efetivasse.

“Todas as peças caminharam e se encaixaram nesses últimos dias. Foi uma convergência de ações com um resultado político ímpar que, modéstia a parte, nunca vi em Goiânia uma chapa com tanta convergência de partidos e lideranças políticas expressivas”, avaliou.

O governador, no entanto, negou que houvesse qualquer tipo de acordo vinculado a 2022. Segundo ele, projetar política para daqui dois anos é muito difícil, pois dependeria de avaliação das gestões estadual e municipal.

Alianças

Caiado ainda diz que conversa com Alexandre Baldy e o prefeito de Anápolis, Roberto Naves, ambos do Progressitas, para ampliar ainda mais a base de sustentação da candidatura apoiada pelo Palácio das Esmeraldas à prefeitura de Goiânia.

O governador salientou que buscou o prefeito Iris Rezende (MDB) no início da tarde desta quarta-feira por respeitar as liturgias e hierarquias dentro da política. Assim, a visita ao emedebista visou atender à essas demandas.

“Nos recebeu de uma forma que sensibilizou a todos nós. Convocou todo o secretariado, apresentou todos eles a nosso pré-candidato Vanderlan e Wilder e disse que a porta da prefeitura estaria aberta para ter acesso a todos os dados”, relatou Caiado.

O governador ainda disse que analisou cidade por cidade do estado para fechar alianças que respeitassem às dinâmicas locais. Entretanto, a situação de Aparecida de Goiânia ainda é incógnita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.