Construtora demite estagiário de Engenharia após mensagens de ódio a feministas

Grupo Cantareira chamou atenção de internautas após publicar comunicado de repúdio a declarações de futuro engenheiro em redes sociais

Publicações de estagiário acabaram gerando repercussão negativa nas redes

O Grupo Cantareira, do Estado do Paraná, chamou a atenção de internautas nesta quarta-feira (8/2) após publicar no Facebook um comunicado em que informa a demissão de um estagiário da empresa, autor de mensagens “sexistas e extremistas” na internet.

Nas redes sociais, o universitário colecionava declarações polêmicas em que atacava os direitos humanos e o movimento feminista, sempre acompanhadas de fotos em empreendimentos da construtora. “Analisando um projeto hidrossanitário da Rede Esgoto por onde vai passar os argumentos das feministas, aborteiras etc”, dizia uma das publicações.

O que o estagiário não imaginava é que as mensagens de ódio fossem acabar gerando repercussão negativa nas redes e uma reação da empresa em que trabalhava. Na postagem publicada no início da tarde desta quarta-feira (8/2), o Grupo Cantareira afirma que, apesar das fotos terem sido feitas nos empreendimentos da construtora, ressalta que não reflete a opinião do grupo.

“O Grupo Cantareira despreza qualquer incitação de ódio e preconceito. Esclarecemos a situação e comunicamos que o estagiário não faz mais parte da nossa equipe”, finaliza o comunicado.

2
Deixe um comentário

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
joas rodrigues

Isso é liberdade de expressão.

railander figueiro

Que ridículo a atitude da empresa. Tem que falir. Estão indo pelo politicamente correto, mas verdadeiramente incorreto. Querem direitos iguais? Então trabalhem fazendo força igual. E quero minha licença paternidade de 4 meses. Ser femfnista pode e porque machista não pode? Existe ódio sim, mas é contra os homens. Estão querendo acabar com a naturalidade do ser humano.