Concessionária aponta “cultura cordial do goiano” como motivo para filas nos pedágios

Em nota, Triunfo Concebra cita, ainda, “inexperiência do usuário e do atendente” como motivos para demora. Previsão é que atendimento seja normalizado em 15 dias

pedagio2

“Não foi feito um estudo cultural do Estado, uma análise sobre os goianos. O comportamento do Sul é diferente. Aqui temos tempo médio de 25-30 segundos”, explicou | Foto: Twitter/ Triunfo Concebra

Atualizada às 15h25

A Triunfo Concebra apresentou, na manhã desta quinta-feira (9/7), os motivos pelas longas filas que têm se formado nas praças de pedágio ao longo da BR-153, nos 12 dias de funcionamento em Goiás. Por meio de nota, a concessionária cita como “entraves” para o fluxo normal a “cultura cordial do goiano” e a “inexperiência do usuário e dos atendentes”.

A empresa afirma que a média de espera para cobrança projetada era de 15 segundos — tempo aferido em experiências no Sul do País. No entanto, a assessoria de imprensa da Triunfo Concebra relatou ao Jornal Opção Online que foi constatado que os goianos, em geral, não têm o costume de estar com o dinheiro em mãos (nem trocado), e ainda têm o hábito de puxar conversa com os atendentes — o que contribuiria para os atrasos.

“Não foi feito um estudo cultural do Estado, uma análise sobre os goianos. O comportamento do Sul é diferente. Aqui temos tempo médio de 25-30 segundos”, explicou. Outro motivo apontado pela assessoria é que, na licitação de 2013, não foi especificado que o movimento de 20 mil carros por dia estaria concentrado em “horários de pico”. “Não temos o mesmo problema com as praças de Minas Gerais, pois lá o fluxo não é sazonal, como aqui”, completa.

Com isso, a concessionária concluiu que o número de atendentes não suprirá  a demanda em horários de grande movimento e já providenciou novo treinamento. “Reconhecidos os problemas que têm causado filas pontuais nas praças de Goianápolis e Itumbiara, a Concessionária providenciou a contratação de mais 42 atendentes, sendo 12 para Alexânia, 14 em Goianápolis, 8 para Professor Jamil e outros 8 que serão locados em Itumbiara”.

Além do reforço no quadro de funcionários, a Triunfo Concebra também adotará, nos feriados prolongados, o sistema “papa fila”  em que operadores  ficarão na pista antecipando a cobrança. “A expectativa é que os problemas sejam superados e a agilidade  no atendimento se normalize  nos próximos 15 dias”, afirma a nota.

Novo contato

Após a publicação da matéria, a assessoria da Triunfo Concebra entrou em contato com o Jornal Opção Online e garantiu que a “culpa” das longas filas não é do usuário, nem tampouco espera que o goiano mude sua cultura cordial. “O que a nota afirma é que o comportamento foi identificado após os 12 dias de funcionamento e a culpa é da empresa por não ter feito um estudo cultural antes da implantação”, destacou.

Veja a íntegra da nota enviada pela Triunfo Concebra:

A Triunfo Concebra projetou a quantidade de cabines para as 11 praças de pedágio nos 1.176 km concedidos em Goiás e Minas Gerais para atender a demanda  crescente dos  próximos 15 anos. O planejamento  foi pautado pelos  números apresentados na licitação, em 2013.  Nas praças,  somando as pistas  manuais e automáticas são: 15 em  Alexânia;  Goianápolis – 26; Professor  Jamil – 14 e Itumbiara – 13.

Com duas décadas de experiências bem sucedidas em concessões de rodovias no sul do país, a Triunfo Participações e Investimentos utilizou a média de 15 segundos  para o tempo de  atendimento na cobrança. Sendo que nesses 12 dias de operação identificamos  entraves para o alcance dessa meta em Goiás, não só pela  inexperiência do usuário e do  atendente com o tipo do serviço prestado, como também a cultura cordial do goiano. Assim, concluímos que o número de atendentes não suprirá  a demanda em horários de grande movimento, uma vez que o tempo médio de cobrança está bem superior aos das nossas concessões em outros estados.

Reconhecidos os problemas que têm causado filas pontuais nas praças de Goianápolis e Itumbiara, a Concessionária providenciou a contratação de mais 42 atendentes, sendo 12 para Alexânia, 14 em Goianápolis, 8 para Professor Jamil e outros 8 que serão locados em Itumbiara. Além do reforço no quadro de funcionários, a Triunfo Concebra também adotará,  nos feriados prolongados, o sistema “papa fila”   em que operadores  ficarão na pista antecipando a cobrança. A expectativa é que os problemas sejam superados e a agilidade  no atendimento se normalize  nos próximos 15 dias.

Triunfo Concebra

7 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Lita Carneiro

Enquanto os usuários (tanto atendentes e motoristas) não estiverem bem entrosados com a cobrança nesses pedágios, a melhor forma de colaborar é procurar levar o dinheiro já trocadinho.

Marlúcio

nessa aí de o motorista puxar papo com o atendente ,a triunfo tá certa! veja a agecia do banco do brasil em Morrinhos ,o caixa atende a pessoa e gente esperando ou tá perdendo o horario de almoço ou perdendo horas no expediente! daí o cidadão chega na boca do caixa e vai conversar, daí é ruim né! os funcionarios são excelentes + o usuario gosta de abusar da educação deles ,aqui na cidade é em varios lugares!

Davis Sakai

Esse JEITINHO GOIANO q a empresa percebeu, nos enche de orgulho. Jeito cordial, hospitaleiro, aberto e amistoso…..Logo os goianos se acostumam com o sistema, e passarão a levar o dinheiro trocadim trocadim e evitaremos tais congestionamentos. Que bom q a empresa assumiu sua responsabilidade em não ter feito um estudo mais detalhado…..e mais ainda de ter ligado pra redação e esclarecer uma NOTA q poderia ser mal interpretada por muitos. PARABÉNS AO POVO GOIANO e PARABÉNS À TRIUNFO CONCEBRA….

Davis Sakai

Esse JEITINHO GOIANO q a empresa percebeu, nos enche de orgulho. Jeito cordial, hospitaleiro, aberto e amistoso…..Logo os goianos se acostumam com o sistema, e passarão a levar o dinheiro trocadim trocadim e evitaremos tais congestionamentos. Que bom q a empresa assumiu sua responsabilidade em não ter feito um estudo mais detalhado…..e mais ainda de ter ligado pra redação e esclarecer uma NOTA q poderia ser mal interpretada por muitos. PARABÉNS AO POVO GOIANO e PARABÉNS À TRIUNFO CONCEBRA….

Rafael Marques

Realmente ainda não estamos acostumados a sermos roubados.

ENIO

VAI ME DESCULPAR ACHO QUE A EMPRESA QUE é DESPREPARADA PARA MEXER COM PESSOAS

Bruno Diego Sperandio

E porque nos os Goianos somos simples, gostamos de uma boa prosa e não andamos com notas menores que 50 nos bolsos. kkk

Adriana Rosa

É isso mesmo Bruno! E nem queremos mudar né… [email protected]