“Conceito de incentivo fiscal tem que ser ampliado”, diz Flávia Morais

Fala foi feita durante audiência pública, no Sesc Cidadania, que discute Reforma Tributária

Foto: Reprodução

Durante audiência pública, nesta segunda-feira, 16, que trata sobre a Reforma Tributária, que deve tramitar no Congresso Nacional, a deputada federal por Goiás Flávia Morais (PDT) manifestou sua preocupação em relação aos incentivos fiscais no Estado de Goiás.

Para ela, esse é um assunto delicado e que as renúncias tributárias não devem ser retiradas. “Mas o conceito de incentivo fiscal tem de ser ampliado”, disse, sem defender aumento da renúncia, mas uma mudança de compreensão.

Atualmente o Estado passa por impasses em relação a essa política. Houve redução de incentivos em Goiás no fim de 2018 após um acordo entre Governo e empresários, com a previsão de que seria uma medida temporária.

Novos cortes?

Entretanto a situação financeira do Estado leva a acreditar que possa haver novos cortes, mesmo que o Governo não afirme que o fará. Além disso, a Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) está com uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a concessão de créditos outorgados a empresas.

A investigação tem sensibilizado tanto o núcleo político como o empresarial do Estado, como era de se imaginar. O embate se dá, porque enquanto há a defesa de que os descontos em ICMS atraem empresas para investir, outra parte argumenta que há, na verdade, perda de receita com a cobrança menor de impostos para esses empreendimentos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.