Comissão Especial do Impeachment de Carlesse vota nesta quinta suspeição de relator

Comissão deve decidir se mantém ou se afasta o relator, conforme suspeição apresentada pela defesa do governador do Tocantins

Comissão Especial Processante do Impeachment do governador afastado Mauro Carlesse | Foto: Divulgação

A Comissão Especial Processante do Impeachment do governador afastado Mauro Carlesse (PSL) decidiu nesta terça-feira, 22, conceder prazo de 48 horas para que a defesa do governador se manifeste sobre o documento lido em reunião ordinária da Comissão. No documento, o deputado Professor Júnior Geo (PROS) fundamenta a permanência na relatoria do impeachment do chefe do Executivo, afastado em outubro do ano passado.

Ainda atendendo a pedido dos advogados de Carlesse, o presidente da Comissão  Elenil da Penha (MDB) concedeu acesso ao relatório de defesa apresentado por Geo e o direito à manifestação oral, a ser feita na próxima reunião da Comissão, agendada para às 19 horas da próxima quinta-feira, dia 24. “Estamos satisfeitos com a decisão tomada pela Comissão. Temos que obedecer prazos regimentais e processuais e precisamos deles para fazer nossa sustentação. Estaremos aqui na próxima sessão, fazendo uso dos direitos a nós concedidos”, disse o advogado de Carlesse, Juvenal Klayber.

No documento em defesa de sua permanência na relatoria da Comissão, Geo tomou por base a legislação vigente e ocorrências similares em outros processos de impeachment ocorridos no País. “Permaneço na imparcialidade, na retidão, seguindo a legislação vigente. Assim vamos continuar até o relatório final”, garantiu.

Além dos já citados, a reunião contou com a participação dos deputados Olyntho Neto (PSDB) e Zé Roberto (PT) – membros da comissão –, e Fabion Gomes (PL). 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.