Comandante geral rebate acusações de que polícia faz “marketing” ao divulgar ações

Coronel Divino Alves usou as redes sociais para responder oposição: “Não é marketing , é trabalho”

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Divino Alves, rebateu acusações de que a polícia e a Secretaria de Segurança Pública fazem marketing ao divulgar números e notícias sobre o trabalho das forças policiais.

“Hoje li um post que dizia que a SSP ‘só faz marketing’, entretanto, como alguém que sempre trabalhou nas ruas, asseguro que os 32 mil quilos de drogas apreendidos pelo COD desde sua recente criação,  apontam o contrário”, escreveu o coronel em suas redes sociais. Os números se referem ao trabalho do Comando de Divisas, responsável por vigiar as fronteiras de Goiás.

“Os altos números de apreensão de armas feitas pela PM asseguram que não fazemos ‘marketing’, mas difundimos resultados de um trabalho sério”, explicou. Nos últimos 70 dias, as forças policiais apreenderam 850 armas de fogo em posse ilegal e as demais operações contribuíram para redução de 30% no número de assassinatos.

“Mas é preciso ser dito que um dos princípios da administração pública é a divulgação dos resultados das ações implementadas. Assim, cabe a todo gestor dar publicidade a seus atos. E reafirmo, os números apresentados pela PM estão a validar os apresentados pela SSP”, disse o coronel Alves.

“Motivação e investimentos! São  palavras que temos utilizado junto à tropa para o alcance das metas, e isso “não é marketing, é trabalho”, finalizou o comandante geral.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.