Com tom político, Parada LGBT reúne milhares nas ruas de São Paulo

20ª edição do evento, que é considerado o maior do mundo, gritou “Fora, Temer”, clamou pela criminalização da LGBTfobia e criticou bancada evangélica

A Avenida Paulista, em São Paulo, se coloriu neste domingo (29/5) para lutar contra o preconceito contra Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros. Sob o tema “Lei de Identidade de Gênero Já! Todas as pessoas contra a transfobia”, a 20ª Parada do Orgulho LGBT reúne milhares de pessoas na capital paulista.

Apesar de trios elétricos, música e clima festivo, a parada — considerada a maior do mundo — está carregada de tom político. Por todos os lados é possível ver cartazes e pinturas corporais exigindo a saída do presidente interino Michel Temer (PMDB), a criminalização da LGBTfobia e críticas à bancada evangélica no Congresso.

Vários políticos participam da parada, que, graças ao prefeito Fernando Haddad (PT), agora faz parte calendário oficial de eventos do município. A pré-candidata à prefeita e senadora Marta Suplicy (PMDB), os deputados Ivan Valente, Jean Wyllys e a também pré-candidata à prefeita Luiza Erundina (todos do PSOL) confirmaram presença no evento.

A hashtag #ParadaGay permanece como o assunto mais comentado durante todo o dia no Twitter.

Confira a galeria de fotos:

Fotos: Paulo Pinto/ Fotos Públicas

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.