China decide acabar com política do filho único

O Partido Comunista Chinês (PCC) informou nesta quinta-feira (29/10) que decidiu abolir com a política de um filho por casal. Após 36 anos, o País agora permitirá que famílias tenham dois filhos, conforme informou a agência oficial de notícias chinesa Xinhua.

A decisão do partido foi feita após reunião de quatro dias, desde segunda-feira (26), do Comitê Central do PCC. O encontro foi feito para definir as diretrizes econômicas dos próximos cinco anos do País, que possui  1,3 bilhão de habitantes.

A direção do partido já havia alterado a política em 2013, permitindo casais que já são filhos únicos de terem um segundo filho. Desta vez, a cúpula informou que vai “implementar por completo a política de permitir cada casal a ter dois filhos, como resposta ao envelhecimento da população”.

A política de filho único foi implementada na China em 1979, com o objetivo de conter o grande aumento da população do País.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.