Chapa da incoerência de Caiado mistura desafetos e expõe contrassensos

Evento na manhã desta terça-feira (17) indica que oposição segue sem rumo definido

Divulgação

Integrantes da chapa majoritária do pré-candidato ao governo de Goiás Ronaldo Caiado (DEM) não vêm conseguindo evitar as críticas e questionamentos quanto à incoerente formatação, que reúne desafetos e expõe contrassensos no grupo de oposição.

Anunciado oficialmente como candidato ao Senado na chapa do senador Ronaldo Caiado (DEM) nesta terça-feira (17/7), o vereador Jorge Kajuru (PRP) dividiu o palco do evento montado na Associação Goiana de Supermercados (Agos) com o deputado estadual José Nelto (Podemos) e com o senador e candidato à reeleição Wilder Morais (DEM). Ambos foram alvos de recentes críticas do parlamentar.

Desafeto político declarado, Nelto, não faz muito tempo, chegou a dizer que de forma alguma poderia compor com Kajuru, após especulações de que estaria cotado para a suplência do parlamentar. “Deus me livre de compor com Kajuru. […] Para resumir, basta dizer que gosto de andar em boas companhias e pertenço a uma família séria”, afirmou José Nelto em março deste ano, em resposta ao próprio Kajuru, que havia afirmado que não aceitaria o então emedebista “nem pintado de ouro”.

Agora, com tom moderado, o deputado diz ser “político de grupo”, colocando panos quentes na animosidade. O mesmo tom foi adotado para tratar de Lincoln Tejota (PROS), anunciado como candidato a vice-governador e ex-integrante da base de apoio do governador José Eliton. “Se alguém defendeu o governo, está no passado”, afirma José Nelto.

Pouco antes do evento desta terça, áudio que circulou nas redes sociais traz Kajuru fazendo críticas à formatação da chapa de Caiado. Aparentemente dirigindo-se à militância do PRP, o vereador tenta mobilizar os pares a participar do evento e acaba por atacar o PROS, partido do pré-candidato a vice. “Vamos mostrar que o PRP é forte, não é PROS, não são esses partidinhos não”, declara na gravação. O tema não foi tratado pelo parlamentar durante coletiva.

O inusitado desembarque de Tejota na chapa caiadista, inclusive, ainda promete render entre os opositores. Ainda no evento desta terça, Caiado teve que responder à imprensa pela insatisfação de aliados que afirmam não ter sido consultados sobre a escolha.

Em entrevista, o senador chegou a falar em “picuinhas” e minimizou o descontentamento. “Não podemos desviar o foco”, afirmou. O democrata não negou que deixou de ouvir os próprios partidos que compõem a aliança, mas tratou a questão de forma menor. “Impossível reunir 100 pessoas ao mesmo tempo”, arrematou.

Deixe um comentário