Categoria reage à declaração de Caiado sobre diferença entre professores e militância do PSTU

Associação de professores divulga carta resposta e diz que “nosso partido é o dos aposentados que foram deixados de lado”

Foto: Reprodução

A declaração do governador Ronaldo Caiado (DEM) sobre os professores que protestaram nas galerias da Assembleia Legislativa do estado de Goiás (Alego), na sexta-feira, 15, contra o atraso no pagamento do salário de dezembro e outras medidas relativas à Educação ganharam repercussão entre a classe. Caiado disse, em entrevista coletiva, que “existe uma diferença entre professores e militância do PSTU. Não vamos confundir. Os professores estão trabalhando, educando e lutando para que Goiás seja referência no cenário nacional”.

Nas redes sociais, o comentário do governador foi respondido por educadores e pela Associação Mobilização dos Professores (AMPG), que pediu direito à réplica após a divulgação da fala de Ronaldo Caiado. O professor de História da UFG, Rafael Saddi, pontuou que o discurso do governador “normatiza, limita, censura o modo de agir do professor em geral”. Já o professor Thiago Martins, da AMPG, afirma que a maioria dos seus associados não são filiados a partidos políticos. Segundo ele, Caiado ainda não percebeu que, “professores do Estado inteiro estão gritando de desespero por não terem recebido dezembro”.

Confira as manifestações na íntegra:

Caro Governador Ronaldo Caiado, o senhor falou que os professores que protestaram contra sua política de desestruturação da Educação Pública são militantes do PSTU, nós da AMPG, queremos deixar claro que a associação é horizontal, sendo que a maioria dos seus membros não são filiados a partidos. Portanto o senhor está mal assessorado, e mais ainda não percebeu que professores do Estado inteiro estão gritando de desespero por não terem recebido Dezembro que é o principal salário para a categoria, pois nele está embutido o décimo terceiro salário dos contratos. Mais ainda, estão protestando contra uma “reforma” que aumenta o trabalho e diminui o salário. Nosso partido é o dos Aposentados que foram deixados de lado, desconsiderados, e vivem hoje uma situação humilhante, sem o mínimo necessário para sobreviver. Entendemos que o senhor não está acostumado a lidar com trabalhadores livres dos cabrestos, nosso grito não é de partido é de pessoas partidas, dilaceradas por um Estado que não nos respeita. Para finalizar, queremos respostas simples qual o interesse do senhor nas demissões que estão ocorrendo na educação, cadê o FUNDEB, quando vão pagar todos os aposentados, o restante do salário de Dezembro dos da ativa? Enfim, queremos respostas concretas não a velha enrolação, dessa já estamos cansados.


Associação Mobilização dos Professores (AMPG)

O governador Ronaldo Caiado disse que os professores que protestavam não eram professores de verdade, mas militantes do PSTU. Quando se funda um discurso, separando professores de verdade dos professores de mentira, se cria uma cisão no seio da categoria, que parece salvar os professores de verdade, porque, afinal, nada temos contra ele. Entretanto, parecendo se voltar somente contra uma parte dos professores, o discurso normatiza, limita, censura o modo de agir do professor em geral. Ele diz exatamente como você deve agir, especialmente o que você não deve fazer, se quiser entrar na categoria de professor de verdade. O governador Marconi Perillo tinha iniciado seu último governo fazendo o mesmo tipo de discurso contra os professores que protestavam contra ele. E deu no que deu, porque em tempos de grande agitação na categoria de professores, e de estudantes (que se levantam agora mesmo, mais uma vez, em apoio aos professores em várias escolas de todo o estado), este tipo de arrogância contra quem está lutando por uma causa necessária e justa é tomado como uma ofensa pessoal a toda a categoria. Obrigado governador, por botar mais lenha nesta fogueira. Mal começou e já tão perto de uma explosão social.

Prof.Rafael Saddi, da Faculdade de História da UFG.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Maria da Glória Sales

Foram necessários menos de dois meses para que entendessemos o que é governo e o que é desgoverno.

Martha

Nas redes sociais, o comentário do governador foi respondido por educadores e pela Associação Mobilização dos Professores (AMPG), que pediu direito à réplica após a divulgação da fala de Ronaldo Caiado. O professor de História da UFG, Rafael Saddi, pontuou que o discurso do governador “normatiza, limita, censura o modo de agir do professor em geral”. Já o professor Thiago Martins, da AMPG, afirma que a maioria dos seus associados não são filiados a partidos políticos. Segundo ele, Caiado ainda não percebeu que, “professores do Estado inteiro estão gritando de desespero por não terem recebido dezembro”. Parabéns! Faço das suas… Leia mais

ANTONIO roberto Feijó de sousa

Bem feito mudarão p pior não entenderão ainda que a direita não gosta de pobre e que nos pobres só servimos os ricos para eles subirem mais e mais na vida enquanto os pobres que se acham ricos fica O sob os pés dos ricos nunca mais votem na direita ainda mais num cara que se acha Machado mas que governar p eles e por os ricos em primeiro lugar vê se vocês aprendem a votar na próxima vês não reclamem desse governo vocês colocarão ele lá.

Tumé Nulasco Guimarães.

É difícil ter um gestor público do estilo de um pitbull inconformado como esse Caiado, todos foram avisados antes mesmo do pleito que se fosse eleito o funcionário público ia comer na tábua com ele. Fui professor por três décadas no estado passei por gestores públicos e nunca vivenciei algo similar. É algo inconcebível essa grotesca atitude deste coronel meia tigela.

Claudio

O q esse gov. Cabeludo fez vai se virar contra ele . aguarde caiado na hora q coisas ruins estiverem acontecendo ao seu lado vc vai se lembrar do q fez com os professores. A vida e como um bumerange, se faz merda agora , a merda volta depois. Nao fala q nao tem dinheiro porque ate vc entrar tava tudo em dia. Derrepente nao tem mais, para q aqui ninguem e imbecil mais nao.

Maria Rosa Barbosa

Cuidado senhor governador, Deus não está contigo. Uma pessoa que menospreza os menos favorecidos, está desprovido do Espírito Santo de Deus.

Alex

Qual é a diferença entre Caiado e o Câncer?
Óbvio: “O câncer evolui”