Caso suspeito de vaca louca é investigado pelo Ministério da Agricultura

Espera-se que seja um caso atípico, quando não há contaminação e a doença ocorre de maneira espontânea e isolada

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) | Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Uma suspeita da doença de “vaca louca” teria sido identificada em Minas Gerais, e está em investigação pelo Ministério da Agricultura, segundo reportagem da Folha de S. Paulo, a pasta confirmou em nota nesta quarta-feira, 1º. Espera-se que seja um caso atípico, quando não há contaminação e a doença ocorre de maneira espontânea e isolada.

A suspeita teria sido identificada em um animal mais velho, situação semelhante à ocorrida em 2019 em Mato Grosso, quando tratava-se de um chamado “caso atípico”.

Ainda segundo a Folha de S. Paulo , questionado sobre o tema, o ministério disse em comunicado à Reuters que, como membro da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE, na sigla em inglês), o Brasil adota procedimentos de vigilância, investigação e notificações recomendadas pela instituição.

Depois que for analisado, os resultados serão informados sobre a doença, conhecida também como encefalopatia espongiforme bovina (EEB). O caso, mesmo quando confirmado, não costuma desencadear embargos pelos países compradores da proteína brasileira, porém já alterou o mercado.

O indicador do boi gordo do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), mostra, que na quarta, a arroba fechou o dia cotada a 305,50 reais, queda de 2,52% na variação diária e recuo de 3,38% em base mensal.

*Com informações da Folha de S. Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.