Câmara mantém proibição de fogos de artifício em inauguração de obras em Goiânia

Vereadores derrubaram veto do prefeito e lei, que prevê multa de mil reais, será promulgada pela Casa

Os vereadores de Goiânia derrubaram o veto do prefeito Paulo Garcia (PT) ao projeto de lei que proíbe a realização de shows pirotécnicos, com o uso de sinalizadores e fogos de artifícios, nas inaugurações de obras públicas.

A matéria, de iniciativa do vereador Paulo da Farmácia (Pros), estipula multa de R$ 1 mil em caso de descumprimento e o dobro do valor, em caso de reincidência. A justificativa alega que o objetivo é evitar acidentes como queimaduras e incêndios além de diminuir os gastos públicos com as inaugurações.

Por unanimidade (19 votos), o plenário derrubou o veto. “Agradeço aos meus pares, que entenderam a importância de uma proposta como essa. Quem ganha com isso é a capital goiana, que servirá de exemplo para as outras”, afirmou.

Em discussão da matéria, o presidente da Câmara, Anselmo Pereira (PSDB) criticou o veto do prefeito e disse que o show pirotécnico é “queima de dinheiro público”: “E a população odeia, odeia! Agradeço também em nome dos animais de Goiânia, pois foguetórios atentam contra os direitos dos animais.”

A vereadora Dra. Cristina (PSDB), que teve grande parte do corpo queimada em um atentado, se mostrou indignada com a posição do Executivo. “De fato, queimadura é uma das sequelas mais graves do país, é um problema de saúde pública.Temos obrigação de tratar dessa matéria com seriedade e me admira muito que o prefeito, médico, vete um projeto desses”, argumentou.

 

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Lita Carneiro

Não dá para aceitar nem entender que um pais, estado ou município com dificuldades financeiras enormes, governantes queimem dinheiro público em inaugurações de obras nem pagamentos de shows artísticos despesas desnecessárias. Tomem tento!