Hospitais particulares serão alvo da CEI que pode ser instalada na terça-feira, 23

Vereador Welligton Peixoto (MDB) | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

A Câmara Municipal de Goiânia vai abrir uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar disponibilidade de leitos em hospitais particulares durante a pandemia de Covid-19 na capital. O presidente da casa, Romário Policarpo (Patriota), convocou sessão presencial para a terça-feira, 23, para colher assinaturas.

Segundo o líder do prefeito na Câmara, Wellington Peixoto (DEM), haverá facilidade para a instalação da CEI. Ele afirma que já possui as 12 assinaturas necessárias. Para a aprovação, basta que o número suficiente de vereadores assinem para que, assim, o presidente da casa aprove o requerimento.

Peixoto explica que a Comissão deve funcionar por apenas 30 dias, por causa do período de calamidade pública e urgência do assunto. Para ele, a medida se faz necessária devido à “falta de transparência” em relação aos número de leitos nos hospitais particulares.

“As últimas notícias é que havia colapso [dos leitos de UTI nos hospitais particulares]. Depois disso, houve oferta por um preço muito maior desses leitos ao poder público. Já temos informações de que algumas unidades reduziram o número de leitos diante da falta de procura. Queremos entender o que acontece e porquê”, aponta Peixoto.

Membros

Os membros da CEI devem ser indicados a partir do número de vereadores que compõem as bancadas dos partidos. A partir da abertura da Comissão, haverá uma eleição interna para a escolha do presidente e vice-presidente.