“Caiado desmerece trabalho das forças policiais e não conhece nada sobre segurança pública”

Coronel Edson desmente críticas feitas pelo senador e diz que “forças policiais do estado estão indignadas”

Coronel Edson | Foto: André Saddi

“As forças policiais de Goiás estão indignadas”, diz o superintendente executivo da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), coronel Edson Costa, ao repudiar e desmentir críticas feitas pelo senador Ronaldo Caiado (DEM) à segurança pública do Estado em pílulas da propaganda partidária. “O parlamentar demonstra, mais uma vez, que não entende nada do assunto”, afirma.

Caiado diz que o Estado é o quinto maior em número de homicídios no país. Entretanto, reportagem publicada na última segunda-feira (21/8), pelo jornal “O Estado de S. Paulo”, “coloca o senador em situação vexatória”, afirma o coronel. O Estadão aponta que Goiás é uma das unidades da federação que mais conseguiram registrar queda no número de homicídios praticados no país durante o primeiro semestre de 2017, na comparação com igual período do ano passado.

“As forças policiais de Goiás são compostas por homens e mulheres que trabalham diariamente no combate ao crime. Agora, sabe-se lá por qual motivo, um senador da República utiliza estatísticas que são absolutamente ultrapassadas e que não condizem com a realidade para desmerecer o trabalho destes bravos guerreiros”, diz o coronel Edson. Ele lembra que o governador Marconi Perillo (PSDB) irá convocar no dia 6 de setembro os 2,5 mil policiais militares aprovados em concurso público.

O superintendente ressalta que a criminalidade precisa ser tratada no âmbito nacional, com adoção de medidas severas capazes de coibir todas as formas de violência. “O País precisa de uma legislação penal e processual penal mais rígida. Goiás faz sua parte ao valorizar os policiais e ao oferecer as condições necessárias para combater o crime. Mesmo assim, precisamos de leis mais duras”, defende.

Projetos

Por outro lado, o coronel Edson Costa também lembra que, ao contrário do senador Ronaldo Caiado, que não apresentou nenhuma proposta no Congresso Nacional para endurecer as leis penais, o governo de Goiás empreendeu diversas medidas neste sentido.

“Bandido preso deve ficar na cadeia mas, para isso, precisamos que nossos parlamentares se ocupem em lutar por medidas de endurecimento das leis e o senador Ronaldo Caiado, que foi deputado federal por 14 anos seguidos, não apresentou nenhuma proposta neste sentido”, afirma o superintendente executivo. “Ele critica a segurança pública goiana, mas nada fez para colaborar”, destaca.

Em relação ao sistema penitenciário, o superintendente executivo da SSPAP lembra que o governador Marconi Perillo e o vice-governador José Eliton realizaram diversas audiências buscando medidas para que o governo federal liberasse o saldo acumulado do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) para ser gasto com o sistema prisional. “Ronaldo Caiado é um senador, poderia ter ajudado nessa batalha, mas nada fez. Preferiu fazer discursos de bravatas”, assegura.

Em relação ao auxílio-reclusão, também citado por Caiado, o coronel Edson Costa lembra que se trata-se de tema de âmbito nacional. “Mais uma vez, o senador faz críticas sem embasamento algum. Demonstra total desconhecimento”, diz.

Por fim, o superintendente rebate a alegação do senador de que faltam delegados nos municípios. “Concursos estão em andamento. Ronaldo Caiado precisa se informar melhor das questões de segurança para depois tentar criticar qualquer coisa”, finaliza.

Deixe um comentário