Brasil não consegue detectar e desenvolver jovens “superdotados”

Estimativa da OMS aponta que 10 milhões de estudantes no Brasil são super inteligentes, mas Censo Escolar registrou 15,9 mil até 

Reprodução

Segundo dados da OMS, cerca de 10 milhões de brasileiros possuem altos níveis de habilidades, mas o Censo Escolar de 2016 só possuía 15,9 mil “superdotados” em seus registros – e apenas 244 em classes exclusivas.

A análise foi encomendada pelo MEC em 2017 para avaliar as ações em todo o País dos Núcleos de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação (Naah/S), equipamentos públicos sob responsabilidades dos Estados, com apoio financeiro do governo federal. A proposta era criar um cadastro nacional desses alunos, finalizado no início deste ano, bem como oferecer formações para professores e equipamentos para as atividades.

Diferentes legislações tratam do atendimento para esses estudantes. A mais recente delas é uma alteração na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), de 2015, que inclui um artigo que obriga Estados, Distrito Federal e municípios a estabelecerem “diretrizes e procedimentos para identificação, cadastramento e atendimento, na educação básica e na superior, de alunos com altas habilidades ou superdotação”.

A identificação de um aluno com altas habilidades pode ocorrer também depois que professores ou pais desconfiarem do comportamento do jovem e pedirem uma avaliação.

Como identificar altas habilidades

– Desenvolvimento neuropsicomotor precoce: a criança engatinha, anda e fala mais cedo do que o esperado, com vocabulário avançado para a idade;

– Habilidade superior para manutenção da atenção;

– Criatividade aguçada: a criança é curiosa e sempre quer “esgotar” os assuntos que tem interesse;

– Inquietação na escola: nem sempre o aluno tem boas notas. Isso depende do interesse na aula;

– Desempenho acima da média: a alta habilidade não precisa aparecer necessariamente em uma disciplina. Pode se manifestar, por exemplo, na música;

– Avaliação: os testes de QI caíram em desuso. Hoje, as avaliações são globais, com entrevistas com pais e até atividades lúdicas.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.