Bolsonaro volta de Israel e diz que ‘vai jogar pesado’ pela Previdência

Antes de embarcar, o presidente fez, ainda, considerações sobre as metas e um balanço dos 100 dias de governo

Bolsonaro volta de Israel e diz que agora o foco é a reforma da Previdência - Jornal Opção
Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira, 3, após quatro dias de visita oficial a Israel, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) está voltando para o Brasil. Ele e sua comitiva decolaram do Aeroporto Internacional de Tel Aviv, mas antes Bolsonaro falou com a imprensa, disse estar aberto ao diálogo e que o foco do governo, agora, é a reforma da Previdência.

O presidente disse ainda que não quer encrenca com o povo árabe: “Fui convidado por vários países árabes [para fazer visita]. Não estamos procurando encrenca com ninguém. Quero é solução! Todos aqueles que puderem fazer negócio conosco, da minha parte vão ter todo carinho e consideração”, declarou Bolsonaro.

No último domingo, 31, Bolsonaro anunciou a abertura de um escritório comercial em Jerusalém, cidade considerada sagrada por cristãos, judeus e muçulmanos, mas que não é reconhecida internacionalmente como capital de Israel.

A autoridade palestina declarou que convidará o embaixador do Brasil de volta ao Oriente Médio, o que no protocolo diplomático significa insatisfação.

Previdência

Sobre a previdência, Jair Bolsonaro disse estar disposto a conversar com Rodrigo Maia (DEM), presidente da Câmara. “Vamos jogar pesado na [reforma da] Previdência porque ela é um marco; se der certo, temos tudo para fazer o Brasil decolar”, afirmou o presidente pouco antes de decolar.

A conversa com Maia deverá acontecer em Brasília, por questões de saúde, segundo o presidente. “Estou com 64 anos não dá para ter uma batida dessas. Complica, de repente estou com problemas de saúde”, disse.

100 dias

Jair Bolsonaro diz estar no rumo das metas que planejou para os 100 dias de governo. De acordo com o chefe do executivo, seu planejamento deu certo, já que mais de 90% do que foi preconizado será atendido e 10% parcialmente atendido. “Saí do ‘zero’ e hoje sou presidente”, concluiu.

Questionado sobre a questão do desemprego, o presidente se limitou a dizer que o ministro da Economia, Paulo Guedes, está trabalhando em um texto de medida provisória (MP), cujo objetivo é impulsionar a geração de empregos. O texto deverá incluir, ainda, medidas de desburocratização, afirmou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.